Anterior
O recuo de Passos visto de fora
Seguinte
CGTP acusa Cavaco, Passos e Silva Peneda de "iludirem opinião pública"
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Atualidade  >  Mais austeridade  >   BE desafia oposição a apresentar moção de censura
COM VÍDEO

BE desafia oposição a apresentar moção de censura

Francisco Louçã quer ver "uma posição de força das oposições" com a apresentação de uma moção de censura ao Governo de Passos Coelho.
Lusa |
Francisco Louçã voltou a criticar o Governo
Francisco Louçã voltou a criticar o Governo / Tiago Petinga/Lusa

O coordenador do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, convidou todas as forças políticas da oposição para uma convergência na apresentação de uma moção de censura ao governo.

"Queremos que haja uma posição de força das oposições" afirmou Louçã aos jornalistas após uma reunião da Mesa Nacional do Bloco de Esquerda realizada em lisboa.

Francisco Louçã admite que a censura ao governo seja materializada num único texto para a moção ou de várias moções de censura apresentadas em simultâneo.

"Voz do país contra o assalto aos salários e o assalto às pensões"


"Na sequência do agravamento dramático da crise económica e social e da desagregação política do Governo, perante um país que não suporta mais a estratégia de empobrecimento e de sacrifício, o Bloco de Esquerda quer manifestar a sua disponibilidade para a convergência ou a confluência de todas as oposições numa moção de censura, que represente esta voz do país contra o assalto aos salários e o assalto às pensões", defendeu.

O desafio a PS, PCP e Verdes, que consta de um projeto de resolução aprovado por unanimidade na Mesa Nacional do Bloco, é justificado pelo "momento excecional" que vive o país, exigindo "de todos a capacidade de tomar medidas excecionais de aproximação e de decisão".

"Sabemos que este sinal é de enorme importância para a política portuguesa, que é um convite aberto, desinteressado, mobilizado e que responde ao país. Todos por uma resposta contra a austeridade, todos por uma resposta contra a troika, todos por uma reposta pelos salários e pelas pensões, todos por um país que viva decentemente consigo próprio", sustentou Francisco Louçã.

O coordenador do BE recordou que para censurar a Guerra do Iraque todos os partidos da oposição apresentaram em simultâneo moções no Parlamento, numa altura em que Ferro Rodrigues era líder do PS. "Não poremos condições, não poremos texto, manifestamos a nossa disponibilidade e esperamos respostas, que levem em conta a situação de emergência que estamos a viver", afirmou.

"Nós o que fazemos é mostrar a nossa total disponibilidade, de forma desinteressada e motivada, para haja o que nunca houve em Portugal, que é uma convergência, uma confluência das oposições numa moção de censura", insistiu.

"O primeiro-ministro ficou sozinho e caiu sozinho"


O Bloco de Esquerda considera que "a única proposta que Portugal espera é a demissão do Governo" porque a continuação da atual política levar a "novos aumentos de impostos a corrigir colapsos financeiros".

Saudando as manifestações de sábado, o BE assinalou as críticas que uniram "todo o país" contra a Taxa Social Única. "O primeiro-ministro ficou sozinho e caiu sozinho", afirmou, recusando as "novas propostas do Governo, que estão agora a ser retomadas de uma forma ainda mascarada, para continuar a retirar, por um brutal aumento de impostos ou por novas taxas e sobretaxas e novos ataques, mais um salário ou dois salários, duas pensões ou dois salários".

A resolução defende igualmente a "unidade de todo o movimento sindical para uma grande greve geral importantíssima para mostrar que estas medidas não podem continuar a atacar os trabalhadores e os contribuintes" e a disponibilidade do BE para levar ao Tribunal Constitucional as medidas anunciadas.



Veja o vídeo:

Opinião


Multimédia

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 12 Comentar
ordenar por:
mais votados
O GOVERNO ESTÁ UNIDO ...
Cavaco: crise política está "ultrapassada"
Passos: "Dificuldades da coligação foram resolvidas"

Ouvi dizer ...
Que a 1ª medida do Conselho de Coordenação da Coligação foi ...

Tatuar o Portas com um pequeno coelho no peito ...

E o Passos com as letras PP na coxa ...

Tudo provas de amor ...

Quando andarem outra vez às turras ou se separarem de vez ... Passos ainda pode dizer que PP é Pedro Passos ...

E ainda queria o Conselho que Passos tatuasse um submarino ...

E Portas é que não sei o que vai dizer na próxima relação amorosa ...

Olha diz que sempre gostou muito da Páscoa ... e que o coelhinho que tem tatuado no peito é em homenagem à Páscoa ...

Que grande molho de bróculos ...
Re: O GOVERNO ESTÁ UNIDO ...
o sem gravata
o sem gravata,para aparecer pede uma moção é triste, mas já fallta pouco para ser substituido por duas cabeças.
este rediculo parasita do parlamento ,se tivesse vergonha tinha -se demitido após a estrondosa dererrota, dos ,sem gravata . mas não tinha de criticar os outros.
que grande democrata
Re: o sem gravata
Re: o sem gravata
Re: BE desafia oposição a apresentar moção de cens
Agora que o executivo está disposto a recuar na medida da TSU é que surge este apelo do BE. Este apelo deveria ter surgido antes do plenário quinzenal, de ontem, para que ontem se apresentasse a dita moção de censura, para dissolver este governo. Agora, já vai tarde...
A esquerda marciana
Sr Louça e esquerda mais à esquerda em geral, parece que nunca compreenderam os cidadãos nem nunca compreenderão.

1-Os cidadãos não são contra o capitalismo, são é contra a selvajaria e a globalização nestes mesmos termos.

2- Os cidadãos ao manifestarem-se contra estes políticos, não significa que estejam a favor de outros do espectro partidário. Os cidadãos estão é fartos de ser representados por corruptos que andam a tratar da vidinha em vez de zelarem pela democracia.

3- Os cidadãos não querem a igualdade cega com um estado paternalista que despreza o individuo e as suas diferentes motivações, ambições, preferências,iniciativas, modo de vida e objectivos (as pessoas são diferentes), em função do colectivo.

4- Os cidadãos têm consciência da bondade de algumas ideias de esquerda, mas que aplicadas apenas unilateralmente num país conduziam-no imediatamente à ruína económica e ao isolamento.

Portanto se realmente querem ser úteis,gastem as vossas energias a tentar mudar alguma coisa a nível europeu (em comunhão com as esquerdas europeias )e deixem de ser as esquerdinhas inúteis em cada parlamento, que nunca serão governo em nenhum país europeu e cujo ladrar pouca influência tem na melhoria da vida dos cidadãos.

PS:A manifestação de sábado são a prova disso mesmo, ou seja, as pessoas não querem ser conotadas com nenhuma força política ou sindical, e por isso teve a dimensão que se viu, não se apropriem daquilo que não vos pertence.
Re: A esquerda marciana
O meio termo!
o Conselho de Estado, o presidente a direção do PS, a UGT, as entidades patronais vão arranjar maneira de iludir o povo, conseguindo o mesmo por outras formas. A alteração dos escalões vão tirar meio salário aos que trabalham, vão recair essencialmente nos escalões intermédios. Ou seja vão recair sobre os que já estão a pagar a crise há mais de dois anos. Não nos vão iludir. Os cortes nos subsídios de natal e de férias vão continuar, em nome de uma política de decréscimo da procura interna e do investimento, numa ótica de destruição da economia e do empobrecimento da esmagadora maioria do povo, que, dizem estes experimentadores de teorias, vai salvar o país. Que teorias são estas? O que se pretende fazer às pessoas? Que criminosos são estes? Só os posso comparar a Hitler. Este matava de uma vez, estes vão matar-nos com miséria, fome e doenças. Vão ter o mesmo caminho que Hitler mas desta vez é o povo que os vai derrotar.
Re: O meio termo!
VAMO-NOS A ELES:
Amigos, o que se esta a passar no nosso País, já não vai com palmadinhas nas costas.
Para acabar-mos com estes CORRUPTOS, LADRÕES, INCOMPETENTES, FALHADOS e outras coisas mais.
TEMOS QUE FAZER COMO O POVO FEZ NA ISLÂNDIA, NINGUÉM DIVULGOU NEM MIDIAS NEM NINGUÉM PORQUE É TUDO FARINHA DO MESMO SACO, MAS VÃO AO

      Aconteceu na Islândia-youtube

E DIVULGUEM VAMOS ACABAR COM ESTES CÁ TAMBÉM.
Vão mas é trabalhar...
O que sai desta cabeça...é sempre o mesmo...anarquia e nada mais...!!

O que este queria, bem eu sei...era implementar um governo tipo Coreia do Norte, onde ele e os seus comparsas tivesem o papel principal...

O povo não é generalizadamente contra os patrões (é contra os maus patrões...)

O povo não é contra o capital (quem é que é que tem poder económico para gerar empregos...? - Os arrumadores de carros...?)...

O que o povo é contra o capitalismos selvagem de que se aproveitam alguns políticos para encher a bolsa...deles e dos amigalhaços...!!

O que o povo (algum...) quer, é ver sentado no banco dos réus, os políticos corruptos que deixaram chegar o país ao ponto que chegou (talvez se procurarem nas manif's e naqueles que "vão botando" opinião...encontrem alguns desses políticos...)...a serem responsabilizados pelo que não fizeram oui fizeram mal (e em proveito próprio...)...

Já agora...: as manif's eram apartidárias, mas vi vários cartazes com o símbolo do BE no meio da multidão...! - Há que aproveitar a publicidade não é...?

Vão mas é trabalhar...malandros...!!
Comentários 12 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub