16 de abril de 2014 às 23:53
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  90 desaparecidos em naufrágio na Austrália

90 desaparecidos em naufrágio na Austrália

O navio transportava 200 imigrantes ilegais e não teria a bordo coletes salva vidas para todos os passageiros.
Mafalda Ganhão (www.expresso.pt)

Uma embarcação com 200 imigrantes ilegais a bordo naufragou hoje no Oceano Índico, entre a Indonésia e a Austrália, tendo morrido ou desaparecido no mar pelo menos 90 pessoas, avança o jornal australiano "The Sydney Morning Herald".

A embarcação lançou um pedido de ajuda à tarde, no qual afirmava que tinha naufragado a 120 milhas a norte da ilha de Natal, situada perto da Indonésia.

O navio que naufragou, depois de partir do Sri Lanka, "devia transportar cerca de 200 pessoas" em busca de asilo, indicou um porta-voz da Autoridade Australiana de Segurança Marítima (AMSA). Segundo as últimas informações disponíveis, à meia-noite local tinham sido apenas retirados do mar 110 sobreviventes.

Os socorristas indonésios estão a coordenar as operações, precisou o porta-voz.

Três embarcações da marinha mercante e dois navios da marinha de guerra australianas, bem como um avião Orion, estavam a deslocar-se para o local.

A ilha de Natal é um território australiano situado no oceano Índico, a 2600 quilómetros das costas noroeste da Austrália e a cerca de 300 quilómetros de costas indonésias.

A ilha australiana foi palco de um terrível naufrágio em dezembro de 2010, quando uma embarcação transportando também imigrantes - oriundos do Iraque e do Irão - embateu contra as rochas da costa.

O número de vítimas mortais nunca foi conhecido, mas estima-se que tenha sido de 50.

Comentários 4 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Que Deus acolha os infelizes
que morrem no mar quando procuram outros destinos para sobreviver!
Mais do que vítimas do mar...
...são vítimas de tremendas injustiças!
Re: Mais do que vítimas do mar... Ver comentário
Naufrágio
Vitimas de um torpedo "natural" lançado por um Submarino da Royal Australian Navy.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub