18 de abril de 2014 às 22:01
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Banif com prejuízos de quase 125 milhões

Banif com prejuízos de quase 125 milhões

Perdas são relativas ao primeiro semestre deste ano.
Lusa

O Banif perdeu 124,6 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, indicam os resultados consolidados do grupo financeiros divulgados, que comparam com um lucro homólogo em 2011 de 8,5 milhões de euros.

Em comunicado à CMVM , o banco realça "o contexto particularmente difícil" em que exerceu a atividade, a que juntou o aumento das provisões e perdas associadas ao crédito, a subida do custo dos recursos dos clientes e a continuação do processo de desalavancagem (desendividamento).

O indicador principal da atividade do banco, o produto bancário [margem financeira (juros pagos e recebidos) mais comissões líquidas], caiu 53 por cento para 131 milhões de euros.

Comentários 11 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Os herdeiros que ponham lá o dinheiro!
Ou serão sempre os clientes os prejudicados?
A culpa dos prejuizos do Banif é do povo que andou
a gastar demais.....
História da recente crise financeira mundial...
Em 2001 rebenta a bolha das dotcom, então os bancos dos EUA ficam aflitos com tanto dinheiro perdido, e criam um sistema chamado subprime que de uma forma simplista é um crédito com taxas de juros altas dedicados aos clientes com baixos rendimentos para habitação, em Portugal o paralelo é a Cofidis e afins. Então o FED sobe a taxa de juro e os clientes pobres deixaram de conseguir pagar. Mais um sistema que falhou. Os vários bancos mundiais (onde os portugueses se incluem) ávidos de fazerem lucro fácil foram todos participar na festança, ficaram todos com dívidas enormes, sem cobertura. Chamo aqui a vossa atenção para o facto dos bancos especularem com o dinheiro dos seus depositantes com quem têm uma dívida. Entretanto com a justificação que os bancos não podem ir á falência, pois têm o nosso dinheiro, vamos resgatar os bancos, o que criou as enormes dívidas públicas dos vários Países. Neste momento os bancos continuam com dívidas porque continuam a fazer maus investimentos e os Povos de vários Países com enormes dívidas públicas assim como privadas. E a história continua, sem que os devidos responsáveis sejam realmente responsabilizados, com a honrosa excepção da Islândia. Temos que olhar para o único caso de sucesso e seguir-lhe o caminho, os bancos devem falir se não têm gestores responsaveis e capazes de fazer o seu trabalho.
Re: História da recente crise financeira mundial.. Ver comentário
O águiadois...anda muito distraído...


Então não atribuiu este falhanço do Banif ao Sócrates?
Non problem...
Já consumiram o crédito dos 12 mil milhões ? Ha leõeizinhos! Peçam mais à ti ti Merckel que ela manda mais uns créditos.Non problem os palermoídes pagam mais essa.
Foram-se mais uns milhões p'rás Offshores.
Já caí fora desta espelunca!
Negócios comigo, nem mais um... Cambada de azeiteiros armados em finos.
O banif teve prejuizo?
Coitado do povo mais uma conta para pagar!
Interessante... passado um ano TODOS os bancos têm
prejuízos...

Quem foi que mandou chamar os amigos da Troika, quem foi? Os senhores banqueiros!

E quem teve bons resultados em TODOS os testes de esforço feitos aos bancos, quem? Os bancos portugueses!

Quem cobra uma taxa de manutenção de conta, quadrimestral, a TODAS as contas à ordem com saldo inferior a 2500 euros? Quem? Os BANCOS.

E quem NÃO corta aos salários, prémios e outras despesas acessórias de gestão? OS senhores adminstrados dos bancos.

Pois, é.
Re: Banif com prejuízos de quase 125 milhões
resgatem-no que isto é epidémico
Colarinho branco
Criou-se um ciclo vicioso de ordenados escandalosos de gestores e subaternos na banca Nacional, que mais parece um oásis . Espero que o governo de Passos Coelho, mantenha a penalização de todos os bancos que recorram ao reforço do seu capital, eliminando ordenados churudos, ensinando-lhes a ser humildes com o dinheiro que é de todos nós . Os abusos para quem deposita e levanta dinheiro as regras da banca, mais parece piranhas, que vivem da miséria alheia .
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub