1
Anterior
Um Português na Casa Branca.
Seguinte
Velho Rezingão Foge de Balão Para Executar Operação Arriscada Às ...
Página Inicial   >  Blogues  >  Blogues Life & Style  >  Notícias de Hollywood  >   Avatar! O Milagre de James Cameron.

11 ANOS MAIS TARDE

Avatar! O Milagre de James Cameron.

Numa indústria apinhada de egos sobrestimados é fácil compreender que o novo filme de James Cameron, "Avatar", tenha ganho foros de soro milagroso. Estou mesmo a ver a frase na campanha publicitária. Avatar: It Cures Cancer. A estreia foi fixada pela Fox para 18 de Dezembro, no momento exacto em que os estúdios estreiam nas salas os candidatos ao óscar e a um lugar na História do Cinema.
|

A diferença entre esta história e todas as outras tem a ver com o painel físico-químico composto por duas personalidades muito fortes que não conseguem pensar senão em termos gigantescos: James Cameron, realizador e explorador, e Rupert Murdoch, multibilionário com tentações de Big Brother. Mas vamos, primeiro, ao (pouco) que se sabe sobre o filme "Avatar".

1) É sobre um soldado estropiado que usa o corpo de um alien para poder participar num mundo rápido mais evoluido, noutra galáxia mas ainda vulnerável à consciência humana.

2) Só pôde ser feito agora porque Cameron esteve a desenvolver um novo virtual camera system.

3) Custou mais de 200 milhões de dólares.

4) Terá de ser visto em cinemas com aparato 3D. Vão ser necessários óculos adequados.

5) Apresenta um avanço tecnológico tal que o cinema irá finalmente superar o chamado uncanny valley, aquela área de credibilidade improvável que até agora, por os efeitos especiais disponíveis não serem totalmente realistas, cria no espectador uma reacção de separação face ao que vê no ecrã. Um jornalista da Time que teve acesso à experiência de ver uma parte do filme em condições ideais disse que a sensação foi idêntica à de descobrir uma nova droga.

6) Dará ao realizador um estatuto de Thomas Edison cruzado com Kubrick, visionário e inventor da nova tecnologia que possibilitou um salto qualitativo parecido com o momento em que os filmes passaram a ter som. Desta vez o espectador sente na pele. Passa  a fazer parte da história. Resultado? Investimento emocional que mais nenhuma outra peça de entretenimento oferece.

Que fazer com isto? Especular. A Fox pertence ao Rupert Murdoch, titã da comunicação social que está no topo da tabela de audiências televisivas, isto quando não anda a abocanhar impérios jornalísticos tradicionais como o Times de Londres e o Wall Street Journal em Nova Iorque. Murdoch está casado com uma esposa chinesa e tem, perto de Sydney, os seus estúdios de cinema ocupados em produções fabulosas. O "Wolverine", também da Fox, foi feito em Sydney em parte com os favores fiscais oferecidos pelo governo australiano (estreado na sexta, superou os custos em apenas três dias de exibição, ao som de 160 milhões de dólares).

E James Cameron é, na questão dos números, o líder da invenção que não mostra o talento de cineasta desde 1997, quando o seu "Titanic" estabeleceu recordes de bilheteira invencíveis ainda hoje. Que tem feito o grande génio solitário desde então? Muita coisa. Televisão, por exemplo, para a qual criou a série "Dark Angel". Esteve bastante envolvido nos sucessos do "Spider Man", autêntica cash cow da Sony Columbia. Ou seja, o homem tem dinheiro. E acho que, por causa disso, de vez em quando se mete num submarino e vai infiltrar-se nas profundezas oceânicas. (Refrão com todos em uníssono: puxa que o gajo não pára enquanto não se vê submerso na imagem!) Fora isto, Cameron mantem-se candidato ao prémio Hit or Miss. Se o "True Lies" pode ser verdadeiramente um martírio, há muita coisa que tem sobrevivido aos tempos. Os dois "Terminator" continuam revelantes. O Rambo tem um interesse arqueológico, porque faz bem revisitar o antigo heroísmo americano. Dá perspectiva. E que bom foi ver James Cameron dar um pontapé nos fundilhos do intelectualismo europeu, cool como o caraças no "Alien" de Ridley Scott mas bastante mais urgente e bélico no seu "Aliens". Desde o início Cameron soube inverter géneros e tornar tudo maior sem nunca esquecer o melodrama. Num lado e noutro, o universo que nos apresenta é tão invencível como a determinação humana. Não é por acaso que o homem é conhecido em Hollywood por Iron Jim. Claro que também falha. "O Abismo"? Ainda hoje fica a impressão que Cameron quis ser king of the world mas acabou por produzir apenas tecnologia e mensagem espiritual-ambiental digna de ser vista, não num cinema, mas na loja dos 300. Seja como for. O homem quer ser visionário, por vezes até é, parece que não sabe muito bem a diferença entre estar interessado e estar obcecado, e, este ano, vai aparecer finalmente com um filme. Não é pedir muito: abram alas! 

Mas, se calhar, é mesmo como as pessoas dizem: o cinema está cada vez mais uma droga. Nesse caso, que bom ter James Cameron como pusher. Quem sabe se não é por isso, pela crescente dependência que vamos criando face à imagem, que toda a gente em Hollywood anda ansiosa por sentir o novo salto tecnológico, sensorial e de vendas que anda a ser preparado pelo realizador num hangar meio abandonado aqui em Los Angeles. Por enquanto a espera é intensa. Vai ser difícil o filme corresponder às expectativas, uma espécie de abismo inevitável no qual já tropeçaram os melhores. Mas também pode ser que cameron triunfe novamente. da última vez que veio mostrar os trabalhos de casa, olhem, levou debaixo do braço 11 óscares. Foi há 11 anos.


Opinião


Multimédia

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 


Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados
James Cameron é um cobarde
Cameron e os seus representantes desafiaram três cépticos, para um debate na conferência AREDAY, uma conferência sobre o Aquecimento Global... Os cépticos não se intimidaram. Um dia antes do debate, o cobarde e hipócrita Cameron cancelou o debate...

Ecotretas
http://ecotretas.blogspot...
Comentários 1 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub