Siga-nos

Perfil

Expresso

Paulo Anunciação

Paulo Anunciação

Correspondente em Londres

  • Memórias de uma rainha passada

    Internacional

    Paulo Anunciação

    O mundo está virado para Londres. O príncipe Harry casa-se hoje com a norte-americana Megan Clarke, mas foi a filha de um rei português e de uma concubina moura a primeira mestiça a entrar na família real britânica. Chamava-se Charlotte e a sua presença chocou a corte inglesa.

  • A pirata da memória

    Sociedade

    Paulo Anunciação

    Tem a certeza de que todas as suas memórias são reais? A professora Julia Shaw acha que não. Cientista do University College London e especialista em psicologia criminal, ela explica como é possível (e é tão fácil) implantar memórias falsas no cérebro das pessoas

  • Da Rússia, com veneno

    Internacional

    Paulo Anunciação

    O mistério em torno do ataque com novichok contra o antigo espião russo Sergei Skripal e a filha Yulia continua por resolver, mas já há algumas respostas para o mistério de Salisbury. A partir de Londres, onde vivem muitos milionários russos, revelamos os dados da investigação e analisamos o quadro geopolítico em que se movem os interesses de Moscovo no Reino Unido. José Mourinho é a personagem surpreendente desta história de espionagem

  • Na sombra da Rainha

    Internacional

    Paulo Anunciação

    Em junho, o duque de Edimburgo faz 96 anos e vai reformar-se. Ao longo de uma carreira de quase sete décadas como consorte real, o “corta-fitas mais experiente do mundo”, como ele costuma dizer, teve de enfrentar inimigos, críticas e mexericos, que uma viagem a Portugal não conseguiu abafar

  • Isto cheira-me a cancro

    Sociedade

    Paulo Anunciação

    Na semana em que os cães estiveram nos noticiários nacionais por maus motivos, fomos aos Arquivos Expresso resgatar um artigo sobre cães que se destacam por motivos opostos. Num centro de investigação em Londres estão a ser usados para detetar vários tipos de cancro, como mostrava a reportagem publicada originalmente na Revista de 1 de novembro de 2014, que contava como o labrador “Parker” se fixou num eczema de um membro da família dos donos e que se descobriu ser afinal um carcinoma basocelular ou como “Daisy” sinalizou o cancro da mama da dona, antes de ela saber que o tinha

  • Isto cheira-me a cancro

    Diário

    Paulo Anunciação

    Na semana em que os cães estiveram nos noticiários nacionais por maus motivos, fomos aos Arquivos Expresso resgatar um artigo sobre cães que se destacam por motivos opostos. Num centro de investigação em Londres estão a ser usados para detetar vários tipos de cancro, como mostrava a reportagem publicada originalmente na Revista de 1 de novembro de 2014, que contava como o labrador “Parker” se fixou num eczema de um membro da família dos donos e que se descobriu ser afinal um carcinoma basocelular ou como “Daisy” sinalizou o cancro da mama da dona, antes de ela saber que o tinha