Siga-nos

Perfil

Expresso

Bernardo Mendonça

Bernardo Mendonça

Jornalista

Entrou neste jornal com 26 anos. Antes experimentou o teatro e aprendeu a escrever notícias na Lusa. Na Rádio Oxigénio falou de livros e histórias reais contadas pelos ouvintes em “Da Mão prà Boca” e “A Vida em A4″. Moderou o programa de debate “A Resistência” em caves e becos para o site do Expresso. No Jornal da Noite, da SIC, apresentou a rubrica "Vamos Sair" e é coautor das séries "Mural da Liberdade" e "Vamos Falar de Sexo". Foi distinguido com o Prémio Média 2008, da Rede Ex aequo, com a reportagem “Lésbicas e Muito Mulheres”. Vive para viajar. Acredita que a realidade ultrapassa a ficção. Ou, por outras palavras,"just the facts, ma'am!"

  • Manuela Moura Guedes: “Acho que José Sócrates é um psicopata”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    Oito anos depois de ter sido afastada do Jornal Nacional das sextas-feiras da TVI, uma decisão que garante ter sido a mando do ex-primeiro ministro José Sócrates, Manuela Moura Guedes fala sobre o caso da “Operação Marquês", o controlo do sistema judicial, o silêncio do PS e a geringonça de Costa, e revela ainda estar pronta para voltar ao jornalismo, numa entrevista que pode ouvir no podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • Ana Moura: “Foi com Prince que perdi os meus maiores medos”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    É a artista portuguesa mais internacional da atualidade. O seu sentir é de fadista, mas há nela uma energia de estrela rock que lhe assenta tão bem e a juntou em tempos aos Rolling Stones e, mais tarde, a Prince. Um dos maiores artistas do reinado da pop revelou-se o seu maior fã e chamava-a mesmo ‘Our Queen’. Depois de “Desfado”, o seu disco mais platinado de sempre, Ana Moura regressa agora aos palcos do Coliseu de Lisboa (dia 14 de outubro) e do Porto (dia 21) para celebrar a tripla platina de “Moura”, um disco onde se reinventou e se mostrou livre das amarras do fado. “Perdi o medo dos julgamentos. Estou cansada de toda a gente ter uma opinião sobre mim e o meu futuro.” O futuro à deusa Moura pertence que numa conversa emotiva recorda os tempos de menina, o disco de rock que gravou aos 18, as noites longas nas casas de fado, a solidão que a acompanhou durante anos e o encontro com Prince que lhe mudou a atitude para a vida e para a música. E ainda há um ‘fado que não é bem fado’, de Cartola, que canta à capela em exclusivo para o Expresso. Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • Alexandre Quintanilha: “Não tenho orgulho nem vergonha de ser cientista, branco, homossexual ou africano de alma. É o que sou”

    A Beleza das Pequenas Coisas

    O cientista e deputado independente do PS, Alexandre Quintanilha, recorda a infância passada em Moçambique, a educação progressista dos pais, as primeiras paixões, os caminhos que o levaram à ciência e os desafios do coração que o levaram a conhecer há quase quarenta anos, em São Francisco, o amor da sua vida – o escritor Richard Zimler. “Sou muito romântico. Gosto do processo de aproximação a outra pessoa. Sei que sofro mais por ser um romântico, mas não estou nada arrependido. Só não percebo porque é que têm de existir barreiras ao amor.” Revela ainda os combates sociais e do conhecimento que trouxe para o Governo a bordo da geringonça (uma expressão que até aprecia bastante), as contradições da ‘sua’ América e os perigos que o mundo enfrenta. Ainda há tempo para nos dar música, refletir sobre os mistérios do amor e o que ainda quer viver. Para ouvir neste episódio do podcast “A Beleza das Pequenas Coisas”

  • Nuno Markl: “Para se fazer comédia há que ter um certo trauma e coisas a torturar-nos cá dentro”

    Podcasts

    O podcast “A Beleza das Pequenas Coisas” regressa de bom humor com Nuno Markl. Ele é um dos nossos mais talentosos humoristas e contadores de histórias. Anda há mais de 20 anos a morder histórias reais, surreais e ficcionais para trazer boa disposição à rádio, à televisão ou ao cinema. Aos 46 anos prepara-se para estrear a sua primeira série de ficção, “1986”, na RTP, e no próximo dia 6 de outubro subirá ao palco do Coliseu de Lisboa para celebrar os 20 anos da rubrica “O Homem Que Mordeu o Cão”. Markl recebeu-nos na cave da sua moradia para falar dos limites da comédia, das suas eternas inquietações e obsessões, a recente zanga com as redes sociais, as transformações provocadas pela paternidade e as músicas e séries que o acompanham

  • A Beleza está de volta, com Nuno Markl: a salvação vem pelo humor

    Multimédia

    Bernardo Mendonça e João Santos Duarte

    Depois de um intervalo para férias, o podcast "A Beleza das Pequenas Coisas" regressa esta sexta-feira com uma nova temporada de conversas e histórias de vida. O humorista que anda há mais de vinte anos a morder as notícias mais insólitas do país e do mundo na rádio é o primeiro ilustre convidado. Nuno Markl recebeu-nos na sua cave para dar a conhecer um pouco mais sobre si e o seu mundo."A tragédia resolve-se dentro de nós por via da comédia. O humor salva. Se eu não tivesse seguido a via do humor seria um tipo negríssimo, triste, desgraçado." Um programa moderado por Bernardo Mendonça, com edição de João Santos Duarte. Espreite aqui os bastidores deste episódio, disponível a partir de sexta-feira no site do Expresso, iTunes e Soundcloud

  • “Eu odeio com paixão Charlie Chaplin. Era pretensioso”

    Diário

    Bernardo Mendonça

    Sam Wills é um fenómeno viral no Youtube e tornou-se mundialmente famoso depois de ter chegado à final no concurso de talentos “America´s Got Talent” em 2016. Nos seus espetáculos, aparece sempre com uma fita adesiva preta na boca e faz rir audiências sem dizer uma única palavra. Estranho? Agora está em Portugal para dois espetáculos, e tirou a fita adesiva para falar ao Expresso

  • O festival que arde (com amor) em São Miguel

    Cultura

    Bernardo Mendonça

    Há duas semanas a praia de Porto Formoso, em São Miguel, foi palco da 3ª edição do ecofestival Azores Burning Summer que juntou Bonga, Capitão Fausto, Branko, Coldcut e vários outros artistas e bandas daqui e além-mar que importa ouvir. Passaram duas semanas, mas há muito para contar e recordar depois disto. “Play it and burn”

  • Há turistas a mais em Lisboa? Não, talvez, depende...

    Autárquicas 2017

    Bernardo Mendonça

    Lisboa está na moda e mais cosmopolita e vibrante do que nunca. Mas também nunca teve tantos turistas e vozes críticas a apontar para os excessos cometidos e falta de regras que nos poderão aproximar da realidade de Barcelona e Veneza, onde já se sente uma ‘turismofobia’. A menos de um mês das eleições autárquicas, questionámos os 5 principais candidatos à Câmara Municipal de Lisboa sobre a estratégia de cada um para o turismo na cidade

  • Há turistas a mais em Lisboa? Não, talvez, depende...

    Diário

    Bernardo Mendonça

    Lisboa está na moda e mais cosmopolita e vibrante do que nunca. Mas também nunca teve tantos turistas e vozes críticas a apontar para os excessos cometidos e falta de regras que nos poderão aproximar da realidade de Barcelona e Veneza, onde já se sente uma ‘turismofobia’. A menos de um mês das eleições autárquicas, questionámos os 5 principais candidatos à Câmara Municipal de Lisboa sobre a estratégia de cada um para o turismo na cidade