Siga-nos

Perfil

Autárquicas 2017

Autárquicas 2017

Medina reuniu-se com BE, à espera de sinal do PCP

Marcos Borga

Em Lisboa, PS e Bloco já negoceiam (e gostariam que a CDU entrasse no acordo). “Não há pressa”: a posse é só a 24 de outubro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, agora sem maioria absoluta, deu na quinta-feira um primeiro passo para tentar construir uma solução estável no executivo municipal. Por sua iniciativa, Medina avistou-se com uma delegação do BE, composta pelo agora vereador Ricardo Robles e pela primeira candidata à Assembleia Municipal, Isabel Pires (também deputada à Assembleia da República).

A reunião foi um “princípio de conversa”, em que foi feito um “levantamento exploratório das questões programáticas que importam para o governo da cidade”, segundo fonte bloquista. No essencial, Robles repetiu o que fora dizendo na campanha eleitoral: o Bloco tem “disponibilidade” para participar numa “viragem política” na cidade, a qual passa por políticas que apostem na “construção de creches municipais”, na “melhor utilização social da taxa do turismo”, nos programas de habitação, na “proteção de famílias contra despejos abusivos” ou na “recuperação de transportes públicos”, entre outras áreas programáticas.

Um grande ponto (o projeto de Medina de meter seis mil casas em renda acessível) separa socialistas e bloquistas. Robles referiu-se criticamente àquela proposta por diversas vezes como a “PPP [parceria público-privada] da habitação”. As linhas vermelhas do BE atravessam mais dois domínios: transparência e nova política sobre o património imobiliário pertença da autarquia. A opinião sobre a expansão do Metro (uma competência do Governo) também é divergente. Mais suscetíveis de consenso são o resto da política para os transportes públicos e a reabilitação urbana.

Tanto da parte de Medina como do BE “não há pressa” – a tomada de posse será dia 24. No dia em que negociou com o BE, Medina aguardava um sinal do PCP, sobre a disponibilidade deste partido para uma negociação (algo que também agradaria ao Bloco).

  • Bloco de Esquerda confirma “conversações” com Fernando Medina

    Em comunicado, o BE revela que durante a reunião de quinta-feira com o autarca de Lisboa se procedeu “a um levantamento exploratório das questões programáticas que importam para o governo da cidade”, tendo o partido reafirmado a Fernando Medina a “disponibilidade” para uma “viragem política”