Siga-nos

Perfil

Autárquicas 2017

Autárquicas 2017

Arrufos com os partidos e surpresas de última hora: quem são os 17 independentes que ganharam câmaras?

Rui Moreira é um dos “verdadeiros” independentes, isto é, nunca teve cartão partidário

RUI DUARTE SILVA

Guerras internas e escolhas que deixaram um amargo de boca: foram estes os motivos que levaram mais candidatos a deixar o passado - e o partido - para trás e a começar uma nova vida, à frente de movimentos independentes. Em 17 casos, foram bem sucedidos

São independentes e candidatam-se como tal, mas nem sempre foi assim: a maior parte dos candidatos independentes que venceram câmaras neste domingo têm passados partidários, que resolveram deixar para trás depois de muitos arrufos e discussões.

Uma das poucas exceções é Rui Moreira, reeleito presidente da Câmara do Porto sem nunca ter tido cartão de militante. Em Vila do Conde, Elisa Ferraz, que era autarca socialista, trocou as voltas ao PS e foi reeleita... como independente. E em Peniche, a CDU levou um golpe — passou do primeiro para o quarto lugar — dado por um antigo membro das suas listas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)