121
Anterior
Governo tem de recuar na TSU, diz Menezes
Seguinte
Bruxelas faz depender ajuda a Portugal da TSU
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Atualidade  >  Mais austeridade  >   Austeridade é o único caminho, diz Merkel

Austeridade é o único caminho, diz Merkel

Chancelar alemã defendeu hoje a austeridade em Portugal, mesmo que haja recessão.

Lusa |
Angela Merkel: "Temos de mostrar de forma convincente que aprendemos com os erros do passado, e respeitar o Pacto de Estabilidade"
Angela Merkel: "Temos de mostrar de forma convincente que aprendemos com os erros do passado, e respeitar o Pacto de Estabilidade" / Tobias Schwarz/Reuters

A chanceler alemã, Angela Merkel, voltou hoje a defender a redução das dívidas públicas e reformas estruturais como solução para a crise em Espanha e em Portugal, mesmo que para isso tenham de passar por uma fase de recessão.

Se os países mais vulneráveis contraírem menos dívidas, naturalmente que terão uma fase recessiva, mas simultaneamente é preciso fazer uma política de novo orientada para o crescimento, e como há pouca margem de manobra, têm de se fazer reformas estruturais, que não custam dinheiro", acrescentou Merkel.

"Por causa do elevado endividamento, os mercados financeiros internacionais hesitam em investir na Europa, por isso, temos de mostrar de forma convincente que aprendemos com os erros do passado, e respeitar o Pacto de Estabilidade, foi para isso que aprovámos o Tratado Orçamental", disse a chefe do Governo alemão em conferência de imprensa, em Berlim.

Medidas adicionais precisam-se


Entretanto, no seu relatório semanal, a agência de notação Moody´s considerou hoje que a revisão das metas do défice orçamental acordada com a troika é positiva para o 'rating' de Portugal, mas mesmo com estas metas revistas serão necessárias medidas adicionais para atingir os objetivos do próximo ano.

"As revisões são positivas para a notação de crédito porque conseguem manter o apoio financeiro, enquanto reduzem as amarras sobre o crescimento económico da consolidação orçamental numa já frágil economia", pode ler-se no documento.

No seguimento da conclusão da quinta revisão do programa, o Fundo Monetário Internacional (FMI), Comissão Europeia (CE) e Banco Central Europeu (BCE), que compõem a troika, anunciaram o acordo para alargar as metas do défice orçamental para este ano, que passa de 4,5 para 5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), e de 3 para 4,5 por cento no próximo ano, tendo o défice de baixar a fasquia dos 3 por cento do PIB apenas em 2014.

A Moody's lembra que esta revisão das metas se deve "principalmente devido aos efeitos do abrandamento económico na Europa", referindo que as reformas já realizadas devem resultar em maior crescimento económico e que estas já estão a ter um efeito positivo no défice comercial e externo.

No entanto, a Moody's aponta várias fragilidades no imediato à economia portuguesa.

Missão (quase) impossível


"As circunstâncias económicas imediatas de Portugal são frágeis, as receitas dos impostos indiretos até esta altura do ano não cresceram como projetado no programa devido ao elevado desemprego e às condições ainda mais fracas em Espanha, o maior parceiro comercial de Portugal", escreve a agência.

No documento, os analistas dizem então que o ajustamento económico e orçamental "continua a ser extremamente difícil e carregado de riscos" e que apesar das revisões serem benéficas, mesmo com esse aligeirar das metas o Governo precisa de tomar mais medidas se quer atingir as metas acordadas.

"Apesar da revisão às metas do programa implicar reduções menores do défice, especialmente no próximo ano, mesmo para atingir as metas revistas será necessário medidas adicionais de consolidação", diz a Moody's.

Intensas negociações políticas


A agência de notação financeira Moody's espera "intensas negociações" entre os partidos políticos nas próximas semanas e que estes consigam alcançar um acordo alargado sobre o Orçamento do Estado e assim "evitar mais uma crise política".

"Uma vez que o consenso entre o Governo e os socialistas tem sido um importante elemento para a estabilidade desde a queda do Governo e consequentes eleições antecipadas no ano passado, nós esperamos que tenham lugar intensas negociações nas próximas semanas e que estas alcancem um acordo alargado sobre o orçamento e evitem mais uma crise política", diz a agência no seu relatório semanal.


Opinião


Multimédia

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.


Comentários 121 Comentar
ordenar por:
mais votados
Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de...
... 160 mil milhões de euros que onera o seu país.

Deveria, também, olhar para o passado e para as benesses que os seus parceiros europeus, incluindo alguns a quem a gorda quer impor austeridade, concederam à Alemanha para que este país não fosse pelo cano.

O esforço, gorducinha, deve ser de todos...
leia-se, gorduchinha.
Um nazi bom é um nazi morto
cromo
Está na hora de mandar esta Europa à merda
A Europa neste momento é inimiga de Portugal
Re: A Europa neste momento é inimiga de Portugal
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Estes parasitas é que deviam pagar a crise
Insultá-lo, a si? Alguma vez o fiz?
Ena, tanto lixo :)
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Re: Esta gorda deveria pagar à Grécia a dívida de.
Demagogia à maneira1
Ajoatef e a Demagogia à maneira1
Lonet e a Demagogia à maneira PS
Ajoatef e a cegueira bem à direita...
Lonet e os erros do PS não assumidos1
Lonet e os erros do PS não assumidos2
e como rato numa ratoeira
Infelizmente é verdade !
Infelizmente é verdade !
Infelizmente o estado a que chegaram os cofres do Estado em Junho do ano passado, fizeram com que Portugal pela 3ª vez na História tivesse de solicitar Ajuda Financeira Externa, através da TROIKA.

Infelizmente é que quem deu a machadada final em Portugal tenha fugido para estudar ao abrigo de um qualquer programa OFFSHORE e que os seus acólitos comam tanto queijo, esquecendo assim o que se passou.

O actual Governo, errou, erra e voltará a errar, mas pelo menos os ordenados, reformas e demais compromissos são honrados.

35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5!

Ora se a nossa mente é capaz de resolver isto, porque é que não são capazes
de entender que mais vale a pena ter um Estado com Governo e com um mau orçamento, do que um Estado de Sítio, sem Governo e sem Orçamento algum?

Continua-se à espera do exemplo (devolução de todos os ordenados recebidos desde Junho de 2011) à sociedade por todos os dirigentes políticos que são contra e querem a TROIKA fora do país.

Tudo o que se espera é HONESTIDADE E COERÊNCIA.
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
(longo bocejo)
Re: (longo bocejo)
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
Re: Infelizmente é verdade !
História 1
História 2
História 3
Re: História 3
Re: História 3
Re: História 3
Re: História 3
Re: História 3
Re: História 3
Re: História 3
Re: História 3
Re: História 3
É FÁCIL FALAR DE BARRIGA CHEIA...
Se eu chegar à conclusão de que o meu cão está gordo, facilmente resolvo esse problema. Forço-o a uma dieta! Se for preciso, até sou capaz de estar três dias sem o alimentar, que não me custa nada.
Agora, se eu chegar à conclusão de que estou gordo, é mais difícil resolver esse problema.
Assim está a gorda Merkel.
Se recuarmos umas décadas, até ao tempo do (provavelmente) ídolo dela Hitler, e à tentativa dele de eliminar as pessoas fracas e doentes e os judeus, a ideia original talvez tivesse algum sentido: relativamente aos primeiros, libertar a sociedade de pessoas inúteis e que só consumiam tempo e dinheiro; quanto aos judeus, lutar contra o seu domínio da economia alemã e europeia.
O problema é que há coisas que não se fazem, porque são cruéis e desumanas. E é isso que a Merkel está a fazer com Portugal. Aqui, os gordos (leia-se os políticos e os ricos) safam-se sem grandes problemas. O pior são os milhões de pobres, velhos e doentes que cada vez estão mais na miséria, porque já antes da crise estavam bastante mal...
À gorda Merkel, uma dietazinha - digamos, a perda de uns cinquenta quilitos... - não só não fazia mal nenhum, como até fazia bem.
Agora para quem antes da dieta já pesa menos de cinquenta quilos, é que é uma gaita...
Re: É FÁCIL FALAR DE BARRIGA CHEIA...
Re: É FÁCIL FALAR DE BARRIGA CHEIA...
Re: É FÁCIL FALAR DE BARRIGA CHEIA...
Re: É FÁCIL FALAR DE BARRIGA CHEIA...
Re: É FÁCIL FALAR DE BARRIGA CHEIA...
Re: É FÁCIL FALAR DE BARRIGA CHEIA...
We love you, too!
Esta senhora ama os portugueses. Gosta tanto de nós que quer que emigremos todos para a Alemanha!
POIS, POIS!
Pimenta no teu rabo, no meu é refresco!
E que tal acabar com as PPPs?
Não era melhor do que esmifrar os poucos que ainda têm emprego em Portugal?

Se a Srª Merkel quiser, emigramos para a Alemanha, fica resolvido o problema.
É mais estúpida que uma porta
E para além de ser mais estúpida que uma porta, não nos conhece de lado nenhum, não faz a menor ideia das nossas vidas, dos nossos problemas, dos nossos vencimentos, das nossas dificuldades.
Deve pensar que aqui se ganha o mesmo que na terra dela.
Meta a austeridade no raio que a parta.
E depois destas tiradas infelizes da dona da Europa, o Passos e o Gaspar, que são seus fieis discípulos, porque naquelas cabeças só existe areia e serradura, vão anunciar mais austeridade, desculpando-se com medidas idiotas que só nos lixam a nós, mas nunca aos ricaços, que nada têm a perder.
Este país está de facto entregue aos bichos.
Aos incompetentes e aos gangues partidários.
Á direita mais imbecil que alguma vez existiu, e que querem enriquecer á viva força.
Á custa dos idiotas que neles votaram, e dos outros que nada tiveram a ver com esta malfadada escolha.
Re: É mais estúpida que uma porta
Re: É mais estúpida que uma porta
Re: É mais estúpida que uma porta
Derrota eleitoral de Merkel é o único caminho
Ainda falta um ano.
Um nazi bom é um nazi morto
Olha aí ela a falar , está visto para quem ainda poderia ter alguma duvida de quem governa efectivamente Portugal.

Hora , efectivamente de os portugueses se revoltarem contra esta dominação estrangeira , nazi.

- Os alemães esqueceram-se rapido da catastrofe que originaram na 2ª guerra mundial.

- Os alemães esqueceram-se rapidamente que se os americanos não tivessem perdoado a maior parte da sua divida e indexado o restante às exportações alemãs , os alemães não teriam saído do buraco que eles próprios cavaram.

É caso para dizer , os alemãs uma vez nazis , sempre nazis , Hitler não foi um acidente , foi só o bode expiatório.

Os alemães não têm o minimo direito de exigirem nada a ninguem , muito menos que povos aceitem a escravidão de bom grado.

Só resta a um povo com honra e com muito mais dignidade que os alemães como o povo português , a resistência , em vez de aceitar o suicídio economico que nos estão a arranjar.

Já os americanos diziam e com muita razão , que um nazi bom , é um nazi morto , não é possível qualquer negociação com quem nos quer destruír.

Está na hora de mandar esta Europa à merda , que neste momento é inimiga de morte de Portugal.
Está na hora de mandar esta Europa à merda
Está na hora , está na hora de mandar esta Europa à merda.

Antes ter honra e dignidade do que andar de espinha curvada.

Antes aceitar agora os custos de saída do euro e encontrar um novo horizonte , do que mantermo-nos neste limbo de cortes sucessivos até ao corte final de saída do euro , quando o país já estiver todo destruído.

Antes a esperança do que o suicídio de um país e de todo um povo.
A Europa neste momento é inimiga de Portugal
Se em termos economicos é neo-liberal , uma ideologia cega que não admite alternativas , por isso não é de estranhar que esta Europa na prática funcione como a ex-URSS , com os comissarios de serviço , Gaspar , neste caso , a ír dar contas a Bruxelas , de como "as crianças" portuguesas se têm portado e se se andam a comportar direitinho conforme as normas ditadas por Bruxelas.

Tenho que dar a mão à palmatória a muitos ingleses que deram a alcunha de EUSSR à UE , é igual , só o comunismo foi substituído pelo neo-liberalismo.
Esta senhora e a sua politica
destruirá a Europa, num acto freudiano de vingança contra uma europa em que não nasceu e não conhece.
A europa democratica.
Re: Esta senhora e a sua politica
Quem é esta?!
O mais engraçado é que eu não vejo o presidente da Hungria a mandar umas postas destas sobre a situação económica da Irlanda... nem a presidente da Lituânia sobre a Bulgária... Já se perdeu a vergonha.
Merkl quer austeridade para TODOS
Estou de acordo; O ESTADO tem de consumir menos, em tudo o que é superfluo; O ESTADO tem de renegociar as PPPs; O ESTADO tem de tomar conta das regras da economia; O ESTADO tem de "sugerir" à BANCA que reduza os seus ganhos (baixando os spreads) deixando, assim, mais dinheiro na bolsa dos cidadãos que o porão a circular, mais não seja nas caixas do hipermercado do Engº Belmiro de Azevedo (sugestão de Passos Coelho). Quanto a Merkl, a única coisa que me ocorre sugerir é que a Alemanha concentre, também, os seus investimentos na Europa, em vez de os deslocalizar para outros continentes, como parece ser o caso da AUDI que irá investir cerca de 1.000 Milhões de Dólares Americanos, algures na América Latina. Recordo, por último, que segundo anunciado na comunicação social, a Banca Comercial recorre a empréstimos junto do BCE à taxa de 0,75%, para colocar esse dinheiro no circuíto a taxas superiores a 3,5%; Seremos nós, cidadãos) os únicos a ser chamados a pagar estas entradas de capital no país?
Re: Merkl quer austeridade para TODOS
Comentários 121 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub