Anterior
Cem bombeiros combatem chamas em São Brás de Alportel
Seguinte
PSP volta a abrir portas a novos agentes em 2013
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Atirador de Oak Creek poderá estar ligado a grupos racistas brancos

Atirador de Oak Creek poderá estar ligado a grupos racistas brancos

Wade Michael Page, abatido depois de ter morto a tiro seis pessoas, está a ser investigado por "terrorismo doméstico". Há suspeitas que esteja ligado a grupos racistas e extremistas brancos.
Lusa |
O ataque de Oak Creek não foi o primeiro contra a comunidade sikh nos EUA, que congrega entre 500 e 700 mil membros
O ataque de Oak Creek não foi o primeiro contra a comunidade sikh nos EUA, que congrega entre 500 e 700 mil membros / Reuters

A polícia federal norte-americana (FBI) acredita que o autor do tiroteio ocorrido ontem, domingo, num templo religioso da comunidade sikh em Oak Creek, nos Estados Unidos, poderá estar ligado a grupos racistas e extremistas brancos.

Wade Michael Page, um antigo soldado com 40 anos, que foi abatido por um agente da polícia depois de ter morto a tiro seis pessoas, está a ser investigado por "terrorismo doméstico", confirmou a investigadora do Federal Bureau of Investigation (FBI) Teresa Carlson, numa conferência de imprensa.

"Estamos a investigar as ligações com grupos que elogiam a supremacia da raça branca", afirmou Teresa Carlson, que dirige a unidade do FBI em Milwaukee.

"Não existia qualquer investigação em curso sobre o suspeito antes dos acontecimentos de ontem", indicou a responsável, garantindo que "nenhuma autoridade tinha indícios que o suspeito estaria a preparar qualquer coisa".

"Estamos a tratar o assunto como um possível caso de terrorismo doméstico", afirmou Teresa Carlson, esclarecendo que a definição de terrorismo doméstico "é o uso da violência para fins políticos ou sociais".

Prevenir ataques semelhantes


Teresa Carlson acrescentou ainda que o FBI está a vigiar de perto potenciais imitadores, ou seja, pessoas que poderão tentar perpetrar ataques semelhantes, insistindo não ter qualquer dado ou indício sobre o planeamento de eventuais novos ataques.

O tiroteio em Oak Creek ocorreu cerca das 10:45h locais, quando as pessoas se reuniam para o serviço religioso da manhã no templo.

Este não é o primeiro ataque contra a comunidade sikh nos Estados Unidos, que congrega entre 500 e 700 mil membros, que se queixam de serem frequentemente confundidos com muçulmanos. Segundo a tradição, os sikhs, originários da Índia, usam barbas compridas e turbantes a cobrir-lhes o cabelo, que nunca cortam.

O tiroteio de ontem é o mais significativo ataque contra elementos da comunidade sikh nos Estados Unidos e é um dos episódios que já fazem deste ano o pior das últimas duas décadas na ocorrência deste tipo de incidentes nos Estados Unidos.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 22 Comentar
ordenar por:
mais votados
Atirador de Oak Creek: racista e fundamentalista
Não será só racista, mas também fundamentalista.

A imbecilidade humana, bebe muito no fundamentalismo religioso.
Re: Atirador de Oak Creek: racista e fundamentalis
Re: Atirador de Oak Creek: racista e fundamentalis
Re: Atirador de Oak Creek: racista e fundamentalis
Re: Atirador de Oak Creek: racista e fundamentalis
Re: Atirador de Oak Creek: racista e fundamentalis
Re: Atirador de Oak Creek: racista e fundamentalis
Podia ser o que fosse,
mas não passa de mais um tresloucado formado pelo sistema que cria e abastece o mundo, de anjos e demônios. Que transforma a todos nós em meros joguetes ou num amontoado de carne e ossos, que pode ser varrido de um instante para o outro. O que anda em causa é a pouca sanidade de uma sociedade, que não é só a americana, mas de toda a civilização humana. Avançamos em quase tudo, menos no conceito de tolerância, de aceitação e nos tornamos ferozes, sem que sejamos como os animais, que agem e reagem de acordo com leis equilibradas, que não visam o extermínio do seu "habitat" e de seus pares. Nós, ao revés, estamos enlouquecidos e destruindo nossa casa e nossa gente, sem o menor pudor. Há amontoados de teorias e nenhuma certeza lógica para tanto desequilíbrio. É um pugilato despropositado, mas que é aquecido pelos urros de outros milhares de seres. Sempre fico pensando o quanto perigosos nós somos e, principalmente, quando armados de acessórios mortais e pensamentos sombrios. A violência está em todos os lugares, até como diversão para crianças. O que devemos então fazer? Rio Grande
Ei-los!
Em prol do desarmamento do cidadão americano ...
Atirador de Oak Creek poderá estar ligado ao projecto MKULTRA .
Fora das especulações:
Quando se fomentam nacionalismos ou mesmo regionalismos exacerbados, a porta do racismo fica escancarada, tanto como nas rivalidades religiosas.
Dividir as pessoas, mesmo integrando-as em qualquer grupo, é despoletar a granada do odio.
Explica-se perfeitamente em filosofia-xauteriana.blogs.sapo.pt
Doentio
Os americanos não conseguem viver sem odiar alguém. Primeiro os índios, depois os comunistas, depois os árabes, depois os extra-terrestres, depois seja quem for que vier a seguir...
Re: Doentio
Comentário básico. Muito básico.
Re: Doentio
Factos mais uma vez descurados
"A polícia federal norte-americana (FBI) acredita que o autor do tiroteio ocorrido ontem, domingo, num templo religioso da comunidade sikh em Oak Creek, nos Estados Unidos, PODERÁ estar ligado a grupos racistas e extremistas brancos." No meu dicionário, "poderá" não é equivalente ou mesmo idêntico a "estar", logo aí, esta notícia, trata-se de pura especulação mediática, para não referir mais uma vez, a tendência sistemática de denegração da imagem do Nacionalismo, não fossem os colaboradores deste jornal, essencialmente comunas, socialistas e capitalistas abrilescos multiculturalistas, com uma agenda carregada de anti-patriotismo e anti-nacionalismo, conforme os objectivos dos partidos do Sistema que apoiam.

Os leitores do Expresso exigem ideonidade e imparcialidade e não, branqueamento factual e tentativa de lavagem cerebral às massas.
(continua)
Re: Factos mais uma vez descurados
Re: Factos mais uma vez descurados
Re: Factos mais uma vez descurados
Re: Factos mais uma vez descurados
Re: Factos mais uma vez descurados
Re: Factos mais uma vez descurados
Comentários 22 Comentar

Últimas

A história de uma lenda

Condecorado com a mais alta distinção na Grande Guerra, Aníbal Milhais ficou conhecido como o ...

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub