0
Anterior
Ministro sem pilha
Seguinte
Os bons espíritos encontram-se
Página Inicial   >  Blogues  >  Gente  >   As Teresas dão-lhe cabo da cabeça

As Teresas dão-lhe cabo da cabeça

|

As Teresas dão-lhe cabo da cabeça
O antigo superespião Jorge Silva anda nas bocas do mundo e não propriamente pelas boas razões. Boa parte das preocupações, como nota Gente, devem-se às Teresas... Se não veja-se: Teresa Leal Coelho é vice-presidente da bancada do PSD e já fez um relatório a desancar na promiscuidade entre serviços secretos e maçonaria e o poder político. Teresa Morais é a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e antiga fiscal das secretas, que Silva Carvalho sugeriu que fosse afastada porque era uma "chata". E Teresa Almeida, finalmente, é a procuradora do DIAP encarregada da acusação judicial de que Silva Carvalho é alvo.

Passos Coelho no Rock in Rio
Não foi visto na assistência, ao que se saiba. Nem estava anunciado no cartaz, apesar dos dotes vocais que se lhe conhecem. Mas Pedro Passos Coelho subiu ao Palco Mundo por duas vezes, no último dia do festival lisboeta. A primeira pela voz do guitarrista dos James, Saul Davies, que falou em português para pedir ao "Coelhinho" que tome "cuidado" com "os sonhos da população portuguesa". A segunda pela de Kalu, o baterista dos portugueses Xutos & Pontapés, que não resistiu a glosar o conhecido "Coelhinho, se eu fosse como tu", sugerindo ao primeiro-ministro que... não dê ouvidos à troika.

Travessia do deserto
Já se sabe que quem desempenha elevadas funções tem por certa uma travessia do deserto quando deixa de as exercer. Assim é, quase sempre, com os ex-governantes. Mas não com o ministro da Agricultura do último Governo de Sócrates, António Serrano, que assumiu com gosto as funções de deputado, dedicando-se empenhadamente à causa da Saúde. No passado fim de semana, o ex-ministro foi até Marraquexe e estava prestes a subir a um camelo quando recebeu um telefonema de um órgão de comunicação social de Lisboa a instá-lo a comentar a notícia (do Expresso) de que 26 hospitais podem ter de fechar serviços. É caso para dizer que ele bem queria ir (de camelo) até ao deserto... mas não o deixam.

A seleção... e a presidente
Antes de partir para o Europeu, a seleção nacional de futebol cumpriu o roteiro de honrarias - excessivo, segundo os ex-treinadores, Manuel José e Carlos Queiroz -, e desta vez teve um must cujo significado político só o futuro explicará. A ida da seleção a Belém para receber a bênção do Presidente da República fez parte da praxe. O que é novo é o beija-mão à presidente da Fundação Champalimaud. Leonor Beleza recebeu a equipa, discursou, e ainda os acompanhou até Belém. Atento e experiente, Marques Mendes não deixou passar em branco e na sua crónica semanal na TVI/24 confessou vislumbrar ali um significado político. Será Beleza a candidata presidencial capaz de desempatar a promissora disputa (só no PSD) entre Durão, Marcelo, Santana e, quem sabe, Mendes?

Museus ou andar de sidecar?
Bem podem os responsáveis portugueses andar a fazer campanhas para promover as maravilhas da capital. Bem se pode gastar dinheiro em campanhas. Mas o sidecar é quem mais ordena. No site global de viagens e destinos turísticos Tripadvisor os utilizadores podem classificar as atrações. E o que aparece à frente quando se fala de Lisboa? Em primeiro lugar os passeios de sidecar pela capital. Em segundo lugar, o Oceanário de Lisboa. E, em terceiro, a geladaria Santini. Só depois aparecem a Gulbenkian, Belém ou o museu do Azulejo.

Repetição de Estugarda
Ao contrário de outras grandes competições, desta vez o clima em torno da seleção está longe de ser de euforia. Ainda assim, ontem, Passos Coelho mostrou fé na repetição de Estugarda: em 1985, no apuramento para o Mundial do México, Portugal ganhou por um a zero aos alemães, com um golo de Carlos Manuel. Uma vitória sempre pode animar os ânimos, para mais num grupo quase integralmente formado pelos "triplos AAA" nos ratings Alemanha, Holanda e Dinamarca. Nesse grupo é mesmo Portugal, classificado como lixo, a destoar.

 

Número


10 figuras das artes e da cultura vão ser condecoradas a 10 de junho por Cavaco Silva

 

"Você" 'tá convidado...


 

 

SELEÇÃO Antes da partida para a Polónia, no início da semana, a seleção ainda teve tempo para, como classificou Manuel José, mais uns momentos de "circo". A receção em Belém ficou marcada pelo convite de Cristiano Ronaldo ao Presidente da República: "Convidamos p'a você vir ver um jogo, 'tar presente num dos nossos jogos do Europeu, 'tá?" Pontapés na gramática à parte, Cavaco agradeceu o convite e a camisola com o seu nome nas costas...


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 0 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub