18
Anterior
Confirmada morte cerebral de Angélico
Seguinte
Governo adia venda da RTP
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   As mulheres da nova maioria (fotogaleria)

Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 18 Comentar
ordenar por:
mais votados
FOFOCAS
Considero este tipo de abordagem lamentável, de baixo nível e fora de contexto.
O desempenho de cargos governativos não é uma actividade sexual, pelo que o sexo ou a inexistência deste é irrelevante.
Se se tratasse de uma função para reproduzir pequenos políticos, então teríamos que ter casais, para criar, como se faz com os pombos ou os coelhos.
Isto é mesmo crónica cor de rosa, literatura de supermercado.
O que interessa é que seja gente dedicada, inteligente, trabalhadora,com ideias para resolver esta embrulhada. Homens ou mulheres, podem ser igualmente inteligentes e competentes.
Re: FOFOCAS
Isso tem algum interesse agora?
Estão a insinuar o quê?

Aos Portugueses, neste momento desesperado de bolsos vazios e desemprego à vista, só interessa uma coisa : que tenham CÉREBRO para tirar o país da miséria que se adivinha!

Seja qual for o sexo!

Deixem-se de patetices para vender notícias.
Péssimo, péssimo, horrível...
Ora bem. 100 está para 46 assim como X está para 8. 8 x 100 dá 800, a dividir por 46 dá 1. 1x6 igual a 6. 1x4 igual a 4. 6 para 10 igual a 4, vai abaixo o 1. 4 mais 1 igual a 5, para 8 dá 3. 34 a dividir por 46 dá 0, vem abaixo o 0. 340 a dividir por 46 dá 7. 7x6 dá 42, para 50, 8. 7x4 dá 28 mais 5 dá 33, para 34 dá 1. Sobra 19. Arredondando temos cerca de 10,7% de mulheres no Governo. Eu diria que, se o governo quisesse fazer uma orgia para celebrar, digamos, o pagamento da dívida à Troika ou a vitória de Portugal no Campeonato da Europa de 2012, na sábia expressão do Sherminator, teríamos demasiadas salsichas para poucos fornos. Mais a sério, diria que é um governo péssimo para mim, porque se o governo passa a vida a me f... ao menos que seja f... por um governo de mulheres.
"Bem Escrito","Interessante", "Divertido"
Re:
E ainda mais péssimo, péssimo, horrível
O Expresso publica duas notícias quase seguidas sobre o casamento gay (legalização em Nova York, nova secretária de Estado para a Igualdade é contra) e os comentários parecem resultados de jogos de basquetebol, aos 100 e 180! Publica esta coisinha sobre a discriminação governamental das mulheres (que é um género completo, incluindo as hetero, as homo e as bi) e 4 comentários até agora, incluindo 2 meus que, como toda a gente sabe, não valem nada. Se a minha cultura geral não fosse mais vasta do que esta pequena amostra, diria que há mais gente (sobretudo homens) mais interessada em gays do que em mulheres. O que é bastante mau, digo eu (o que, como se sabe, não conta nada - já se fosse o Águia Dois ou o Man on the Moon, essas mentes brilhantes que basta deixar caír uma pequena reflexão do género "condolências à família do Angélico" são logo pontuados por 5 ou 6 devotos, contaria muito).
Re: E ainda mais péssimo, péssimo, horrível
Re: E ainda mais péssimo, péssimo, horrível
Triste Notícia
Contar as mulheres que integram um governo e fazer notícia disso é proclamar o papel pouco activo da mulher na política e recordar a repressão e a violência que as mulheres no último século sofreram, em Portugal. A desigualdade no tratamento que conduziu à ileteracia das mulheres e ao preconceito quanto às suas capacidades de exercer o poder, visto terem sido, ao longo dos tempos, as submissas.
Re: Triste Notícia
Re: Triste Notícia
Re: Triste Notícia
Re: Triste Notícia
A SOLUÇÃO TEM DE PARTIR DAS MULHERES
A sensibilidade feminina talvez seja capaz de acabar de uma vez por todas com a «conivência» das leis que regulamentam as atividades policiais neste país, que retiraram os agentes da autoridade dos policiamentos de rua, dos contatos com as populações, com a terceira idade e com crianças desprotegidas. NÃO BASTA QUE DE VEZ EM QUANDO VEJAMOS PASSAR A POLÍCIA DE CARRO. É preciso vê-los a pé, no meio das multidões, para quem precisar grite «Ó DA GUARDA» e eles oiçam o desespero e a solicitação. Não admira que os carros estejam podres. Ninguém sabe andar a pé! Fazem-se sensibilizações para o uso da bicicleta e a Polícia passeia de carro, faz os recados de carro e depois «escondem-se» nas esquadras! Apela-se ao novo Governo, através das mulheres, que se altere imediatamente este estado de degradação financeira, urbana e social.
As mulheres da nova maioria
* FORA COM MULHERES DO GOVERNO
* MULHERES SÃO PARA ESTAR EM CASA
* MULHERES A TRABALHAR SÓ TIRAM EMPREGO AOS HOMENS
* COMO SE PODE SER FELIZ QUANDO SE CHEGA A CASA A MULHER AINDA ESTÁ NO TRABALHO.
* COMO É POSSIVEL CHEGAR A CASA E NÃO TER O JANTAR FEITO
* COMO É POSSIVEL VESTIR UMA CAMISA SEM TER SIDO PASSADA A FERRO
* CALÇAR UMAS MEIAS COM BURACOS
* CALÇAR UNS SAPATOS E NÃO ESTAREM ENGRAXADOS
* SERÁ POSSIVEL QUE UM HOMEM TENHA AINDA QUE IR BUSCAR OS FILHOS AO INFANTARIO
* SERÁ POSSIVEL QUE AINDA TENHAMOS QUE ANDAR A MUDAR AS FRALDAS AOS PUTOS
* SERÁ POSSIVEL QUE TENHAMOS QUE FAZER UM JANTAR EM CONDIÇÕES, CASO CONTRARIO LÁ VEM A COMIDA ENLATADA
* VOU FAZER UMA PETIÇÃO NO FACE BOOK.
OBS: NÃO SEI VIVER SEM UMA MULHER EM CASA. OBRIGADO AOS MEUS PAIS POR ME TEREM FEITO HOMEM.
Impressionado...
Direi mais abismado com a experiência de Assunção Cristas, uma grande especialista em Agricultura, Mar, Ambiente e etc.
Ahahah
Eu vi um sapo...tralalalala...um grande sapo...tralalala...(só música estas notícias, e da boa)
Comentários 18 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub