Conheça o snapchat dos emails

Pluto Mail é uma criação de David Gobaud e Lindsay Lin, dois alunos de Harvard, que permite definir o tempo que um email fica na caixa de ...

Cientistas descobrem como produzir energia solar sem sol

Investigadores do MIT e de Harvard revelaram a descoberta de um material capaz de gerar energia mesmo sem a luz solar.

Torne o seu currículo mais sexy

Aproveite os últimos dias de férias para refletir sobre as medidas a tomar para criar um currículo que lhe garanta um emprego logo que ...

O que pensam as crianças de um walkman

Veja como um conjunto de miúdos lidam com o mítico Walkman da sony, o primeiro dispositivo portátil de música popular em todo o mundo, e como eles já vêm a ...

O que a geração Z pode aprender com a Y

A geração que está a um passo de entrar no mercado de trabalho tem a ganhar se quiser aprender com os profissionais da geração Y.

As 4 melhores universidades portuguesas

São as únicas com o privilégio de integrar o ranking das 400 melhores do mundo.

12:03 Quinta feira, 16 de agosto de 2012
TEXTO A A Imprimir
A Universidade de Coimbra, a primeira a ser criada em Portugal e uma das mais antigas do planeta, está em 3.º no ranking mundial
A Universidade de Coimbra, a primeira a ser criada em Portugal e uma das mais antigas do planeta, está em 3.º no ranking mundial
Ana Baião/Expresso

Segundo o ranking da inglesa "Times Higher Education" há quatro escolas portuguesas entre as 400 melhores universidades do mundo. A universidade de Aveiro é a mais bem posicionada, em 304.º lugar, graças, sobretudo, à sua exposição internacional, quer seja pelo número de alunos e professores de outras nacionalidades, quer pela publicação de artigos em colaboração com investigadores estrangeiros. Este é, aliás, o critério, em que também as universidades de Coimbra (355.º) e a Nova de Lisboa (380.º) conseguiram melhor pontuação. A universidade do Porto (333.º) obteve a sua nota mais alta no critério 'citações - influência da investigação', ou seja, devido ao elevado número de vezes que os artigos publicados pelos seus investigadores são citados no estrangeiro, Não admira, se tivermos em conta que esta instituição é a que mais produz artigos científicos em Portugal.

 

304.º - Universidade de Aveiro

É conhecida pela qualidade da investigação e pela forte interação com o meio industrial. Foi criada em 1973 para preencher algumas lacunas formativas, e rapidamente se assumiu como uma instituição de ensino dinâmica, com propostas de licenciaturas inovadoras e com uma filosofia fora da caixa -  o motor de busca português SAPO nasceu no seu campus. Tem uma oferta de cursos muito abrangente (mais de 50 licenciaturas e 70 mestrados), distribuídos por 16 departamentos, quatro escolas e 18 centros de investigação. O seu campus tem 92 hectares, é considerado uma pequena cidade, onde interagem cerca de14 mil alunos e mais de mil professores.

 

333.º - Universidade de Porto

É fruto da revolução de 1910 e integra hoje 14 faculdades, uma escola de pós-graduação e 69 unidades de investigação. É responsável por 20% dos artigos científicos publicados em Portugal, o que a torna a maior produtora de Ciência do país. Tem uma oferta curricular de 719 cursos, lecionados por 2300 professores (76% são doutorados) para uma população de 31 mil estudantes (dos quais quase 7% são estrangeiros). Pelas suas escolas passaram o filósofo Agostinho da Silva, o arquiteto Siza Vieira, o empresário Belmiro de Azevedo e o pintor Júlio Pomar.

355.º - Universidade de Coimbra

Foi a primeira universidade portuguesa e é uma das mais antigas do mundo. Criada em 1290 por D. Dinis, oferece 231 cursos, divide-se em 8 faculdades e serve cerca de 24 mil alunos. Nela se formaram seis presidentes da República, quatro primeiros-ministros, Egas Moniz, o primeiro Nobel português, o escritor Eça de Queiroz, o poeta Camões e o treinador de futebol Artur Jorge. Tem uma forte ligação às empresas através da investigação e desenvolvimento tecnológico feito pelo Instituto Pedro Nunes, que serve também como incubadora de ideias e de empresas.

 

380.º - Universidade Nova de Lisboa

É a mais nova das universidades públicas de Lisboa, o que não a impede de entrar nos vários rankings que avaliam as escolas portuguesas. Foi fundada em 1973 e integra cinco faculdades, três institutos e uma escola, distribuídas por dois campus - Lisboa e Monte da Caparica. Tem quase 1500 docentes e mais de 18 mil alunos. Entre as personalidades a que atribuiu o Doutoramento Honoris Causa destacam-se vários prémios nobel, como o economista (e pai do euro) Robert Mundell, o químico Robert Huber e ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan.

Página 1 de 1
ordenar por:
▼ mais votados
Ler bem o ranking é essencial
Cara Ana Baião, não está mal escrita a notícia. No entanto, se ler o ranking correctamente (por exemplo, em www.timeshighereducation.co.uk/world-university-rankings/2011-2012/301-350.html), verifica que as universidades depois do 200º lugar não estão ordenadas. Ou seja, é completamente incorrecto dizer que a universidade de Aveiro está no 304º lugar, devendo antes referir que ela está entre o lugar 300 e o 350, assim como a do Porto. Na verdade, a única razão porque aparece primeiro é alfabética. A mesma cois para as universidades de Coimbra e Nova, que aparecem entre o 350º e o 400º lugares. Convém ler o ranking, para a próxima... Boa sorte!
Re: Ler bem o ranking é essencial... e fazer as co Ver comentário
Encontro Nacional de Estudantes de Design

No passado fim de semana, tive a oportunidade de participar no ENED - encontro nacional de estudantes de ...

Visita de Estudo

Daniela Pinto, bolseira do QEM em Marketing na Universidade do Minho, dá a conhcer a sua ida às agências J.W. ...

Diário Gráfico

Ao chegar à faculdade, e como estudante de Artes, era de estranhar não ter ainda desenvolvido ...

AGENDA ESCOLAR
  • 17 de junho, às 9h30 - Realizam-se os exames da 1.ª fase das disciplinas de Português (639), Português (239), PLNM iniciação (739), PLNM intermédio (839)
  • 25 de junho, 9h30 - Realiza-se o exame da 1.ª fase da disciplina de Matemática A (635)
  • 25 de junho, 9h30 - Realiza-se o exame da 1.ª fase da disciplina de Matemática A (635)
  • 25 de junho, 14h - Realiza-se o exame da 1.ª fase da disciplina de História A (623)
  • 26 de junho, 9h30 - Realiza-se o exame da 1.ª fase da disciplina de Desenho A (706)
  • 10 de julho - Afixação dos resultados dos exames
  • 11 e 12 de julho - Inscrições para a 2.ª fase dos exames
  • 16 de julho, 9h30 - Realizam-se os exames da 2.ª fase das disciplinas de Português (639), Português (239), PLNM iniciação (739), PLNM intermédio (839)
  • 17 de julho - Candidatura à 1.ª fase do acesso ao ensino superior
  • 18 de julho, 9h30 - Realiza-se o exame da 2.ª fase da disciplina de Matemática A (635)
  • 18 de Julho, 14h - Realizam-se os exames da 2.ª fase das disciplinas de História A (623) e de Desenho A (706)
  • 1 de agosto - Afixação dos resultados da 2.ª fase dos exames
  • 9 de agosto - Terminam as candidaturas à 1.ª fase do acesso ao ensino superior
  • 12 de agosto - Afixação dos resultados da reapreciação dos exames da 1.ª fase
  • 27 de agosto - Afixação dos resultados da reapreciação dos exames da 2.ª fase
  • 9 de setembro - Divulgação dos resultados da 1.ª fase de candidatura ao ensino superior e início das candidaturas à 2.ª fase
  • 20 de setembro - Terminam as candidaturas à 2.ª fase de acesso ao ensino superior
  • 26 de Setembro - Divulgação dos resultados da 2.ª fase das candidaturas de acesso ao ensino superior e candidatura à 3.ª fase
  • 4 de outubro - Terminam as candidaturas à 3.ª fase de acesso ao ensino superior
  • 10 de outubro - Divulgação dos resultados das candidaturas à 3.ª fase de acesso ao ensino superior
PARTILHA TUDO
Métodos de estudo, experiências, dificuldades, êxitos, saídas com amigos, atividades extracurriculares e na comunidade à tua volta; o que está a acontecer de interessante na tua universidade; os planos de férias, as novidades que descobriste, os festivais e eventos que queres ir. Manda-nos vídeos, fotos, textos - o que te apetecer.