Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Pela estrada fora com o CDS-PP

Novidade do dia: Portas faz campanha num autocarro

  • 333

Líder do CDS promete que não responderá a insultos de campanha.Clique para visitar o dossiê Portugal 2011

Filipe Santos Costa (texto) e Tiago Miranda (foto), na estrada com o CDS-PP (www.expresso.pt)

Já lá vai o tempo em que o CDS era o "partido do táxi", quando tinha apenas quatro deputados. Hoje tem 21 e acredita que vai crescer. Esta manhã, em Mondim de Basto, Paulo Portas garantiu que "isto está a tornar-se, por vontade das pessoas, um grande partido". E, talvez por isso, deixou os táxis e virou-se para os autocarros.

Clique para aceder ao índice do dossiê Portugal 2011 Ia a passar a carreira para Aveção do Cabo, o líder do CDS estendeu a mão ao motorista e deu-se conta de que a comitiva de idosas que ia a bordo dava sinais de grande excitação. Portas não hesitou: pediu que o deixassem entrar e lá foi, autocarro adentro, recebido por um grande aplauso, sorrisos desdentados e gritinhos vários, a cumprimentar as ocupantes. Conclusão: um grupo de velhinhas ganhou o dia e Portas inaugurou uma nova maneira de fazer campanha eleitoral. Teve olho: na verdade havia mais gente a bordo do autocarro do que na feira de Mondim de Basto, que a caravana percorreu a seguir. À uma da tarde, hora a que ninguém no seu perfeito juízo vai a uma feira, estava deserta e a torrar ao sol.

"Nenhum insulto terá resposta minha"

A manhã acabou por ficar marcada pela tensão entre o CDS e o PSD. Um dia depois do autarca do PSD das Caldas da Rainha ter ressuscitado o caso dos submarinos e dos sobreiros (dizendo que não faz parte dessas "clientelas"), Portas referiu-se pela primeira vez a essas "declarações de características insultuosas". Para jurar que irá "seguir à letra o pedido do Presidente da República" para que, na campanha, "os partidos e os políticos deem provas de elevação e contenção". Ficaram as promessas: "Nenhum insulto terá resposta minha", "nenhuma declaração me levará a baixar o nível", "manterei até ao fim uma campanha positiva, construtiva e com soluções".