24 de abril de 2014 às 17:08
Página Inicial  ⁄  Opinião e Blogues  ⁄  Está Dito  ⁄  "Ao não concordar com a medida, o ministro Paulo Portas passa também um atestado de incompetência e de impreparação ao primeiro-ministro e ao ministro das Finanças"

"Ao não concordar com a medida, o ministro Paulo Portas passa também um atestado de incompetência e de impreparação ao primeiro-ministro e ao ministro das Finanças"

Miguel Laranjeiro, secretário-nacional do PS, afirma que as declarações de Paulo Portas, de discórdia sobre a redução da TSU, "desautorizaram o primeiro-ministro."
Jornal "i", 17-9-2012

Comentários 8 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Ó Laranjeiro,preocupa-te com o Seguro!
e deixa o Governo tratar do País.Chama é o Sócrates e leva-o a Tribunal.Vocês não tem vergonha ou já se esqueceram que trouxeram a bancarrota à Pátria?
Declarações de um taliban
Que tem a memória curta ou esta a querer passar um atestado de burrice ao povo Português com estas tentativas de guerrilha, já esqueceu que foi o PS que meteu o país neste atoleiro com a conivência da AR e PR.
cadeia com Sócrates! Ver comentário
Re: cadeia com Sócrates! Ver comentário
SÓ PODE
««« Ao não concordar com a medida, o ministro Paulo Portas passa também um atestado de incompetência e de impreparação ao primeiro-ministro e ao ministro das Finanças »»»

Miguel Laranjeiro, secretário-nacional do PS, revelando que ao estar 6 anos sem conseguir conjugar o verbo discordar, do que ele se lembra, este só pode significar incompetência e impreparação.
Re: SÓ PODE Ver comentário
Laranjeiro,quem é ele? Ver comentário
Achas para a fogueira
Ao lançarem achas para a fogueira, estes porta vozes dos partidos mais não fazem do que prejudicarem mais o país a braços com a pior crise alguma vez sentida em Portugal. É preciso lembrar a cada momento as responsabilidades que têm no actual estado do país. Então o que o partido socialista tem a propor é uma tacha sobre as parcerias? O que é que isso daria? De todo não querem que se mexa muito nos interesses instalados. Procuram-se outras alternativas credíveis e que possam substituir estas que ainda não são definitivas como se sabe. Meus senhores façam uma oposição construtiva que é o que se precisa neste momento.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Selecção Gesco
Pub