Anterior
Detido em Londres histórico membro da ETA que estava a monte
Seguinte
"Reforço significativo do BCE" à vista, congratula-se PS
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Ano letivo 2012/2013: alunos do 4º ano poderão ter aulas até 5 de julho

Ano letivo 2012/2013: alunos do 4º ano poderão ter aulas até 5 de julho

Proposta do calendário escolar para 2012/2013 foi apresentada hoje pelo Ministério da Educação aos sindicatos.
|
Para os alunos que revelem mais dificuldades e estejam em risco de não passar para o 5º ano, as escolas terão de garantir aulas extras
Para os alunos que revelem mais dificuldades e estejam em risco de não passar para o 5º ano, as escolas terão de garantir aulas extras / Tiago Miranda

As aulas no próximo ano letivo deverão começar entre 10 e 14 de setembro e, no caso dos alunos do 4º ano que venham a precisar de um apoio ao estudo extraordinário, poderão prolongar-se até 5 de julho.

As datas constam do projeto de calendário escolar apresentado hoje pelo Ministério da Educação aos sindicatos. A grande novidade prende-se precisamente com a aplicação de exames nacionais a Matemática e Português no 4º ano e que o ministro Nuno Crato quer que se realizem no início do 3º período.

Para os alunos que revelem mais dificuldades e estejam em risco de não passar para o 5º ano, as escolas terão de garantir aulas extras até 5 de julho. Terminado esse apoio, terão  nova oportunidade de realizar a prova. As atividades no pré-escolar também acabarão nesse dia.

Nos restantes anos sujeitos a exame nacional - 6º, 9º, 11º e 12º - prevê-se que as aulas terminem a 7 de junho. Nos outros níveis será uma semana depois.  

A Fenprof já manifestou o seu desacordo em relação a esta proposta, sobretudo no que respeita ao calendário do pré-escolar e para o 4º ano. "Retomam-se os exames para alunos de graus etários muito baixos e depois vem o castigo: quem tiver 'negativa' fica em aulas até dia 5 de julho". 


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 4 Comentar
ordenar por:
mais votados
Ah ... Esses gajos... Da femprof

"Retomam-se os exames para alunos de graus etários muito baixos e depois vem o castigo: quem tiver 'negativa' fica em aulas até dia 5 de julho".

Ora bolas ... Que castigo ? Quem não aprendeu precisa aprender...

Precisa aprender a pensar para não ir na conversa fiada da Fenprof ...

"...estes engraxadores de botas são livros abertos para quem os puder ler. Daí a grande luta destas extraordinárias elites pela conservação da tradicional iliteracia deste país..."

Ah!! Esses da Fenprof... Sempre preocupados com os alunos... Quanto mais semi-analfabetos houver tanto melhor para eles...

"Em terra de cego quem tem um olho é rei."

OOHHHHH ... ZÉ INGÉNUO ...
Porque é que os Governos têm uma espécie de obsessão com a Educação ? ... E estão sempre a mexer nela ? ...

Zé Ingénuo ...
- É porque são todos uma cambada de ignorantes ... com complexos ... e alguns de curso aldrabado ...
Isto é o que eu leio e ouço falar ...

É isso aí Zé Ingénuo ... mas de ingénuo não tem nada ...
Re: OOHHHHH ... ZÉ INGÉNUO ...
Re: Ano letivo 2012/2013: alunos do 4º ano poderão
As escolas terão de garantir aulas.
Os alunos em "risco de não passar para o 5º ano" não serão obrigados a ir, terão "explicações" de borla só se assim o quiserem.
Depois fazem um novo exame e passam?
É isto o facilitismo?
 
Comentários 4 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub