Anterior
A primeira página do Expresso
Seguinte
Testes 'faça você mesmo' são a nova aposta das farmácias
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Alunos vão poder escolher cursos mais práticos logo no 5º ano

Alunos vão poder escolher cursos mais práticos logo no 5º ano

Ministério da Educação antecipa início do ensino vocacional. Medida está a ser regulamentada.
|

O Ministério da Educação e da Ciência quer criar uma nova oferta de estudos, com disciplinas mais práticas, logo a partir do 2º ciclo do ensino básico - ou seja do 5º ano de escolaridade.

O objetivo é assegurar que os alunos tenham acesso a diferentes alternativas, incluindo vias que "que preparem os jovens para a vida, dotando-os de ferramentas que lhes permitam enfrentar os desafios do mercado de trabalho". Estes novos "cursos de ensino vocacional" poderão ser frequentados por opção do aluno ou por sugestão da escola, mas sempre com o acordo dos pais.


Leia mais na edição do Expresso deste sábado, dia 30 de junho.


Escolha uma das opções para ler o artigo inteiro


Compre o Expresso na banca
Assine o Expresso no site
Aceda ao Expresso no iPad

Opinião


Multimédia

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 29 Comentar
ordenar por:
mais votados
ESTE PAÍS TEM SIDO GOVERNADO POR BURROS!
Por isso estamos como estamos!
Quando aconteceu o 25 de Abril, a seguir à 4ª classe havia dois tipos de ensino, o liceal mais vocacionada para as classes mais abastadas e para os meninos que desejavam ir para a universidade; este era um ensino mais teórico; havia também o ensino técnico para as classes mais pobres e que só raros atingiam a universidade, era um ensino essencialmente prático, daqui saiam Auxiliares de Laboratórios Quimicos, Contabilistas, Mestres de Mecânica,/Electricidade, Obras, Desenhadores, etc.
Eram pessoas bem preparadas que sabiam o que fazer nos respectivos lugares; hoje com o 12º ano não sabem fazer nada, mesmo um recém licenciado nada sabe fazer e vai ter de chefiar trabalhadores sem saber do que está a falar.
Quem se ressente é o país! Aqueles técnicos intermédios, fazem falta, porque faziam a ponte entre as chefias e os trabalhadores, e porque possuiam bastantes conhecimentos práticos que os universitários não possuem.
Muitos países europeus sempre os tiveram, e não prescindem deles ao contrário de Portugal!
Re: ESTE PAÍS TEM SIDO GOVERNADO POR BURROS!
Re: ESTE PAÍS TEM SIDO GOVERNADO POR BURROS!
acho bem
contudo na linha principal do ensino deve manter-se a componente quase exclusivamente teórica que já o caracteriza.
o ensino torna-se mais prático, ou seja, é mais fácil ensinar, passando acetatos e despejando a matéria.
quanto ao aprender, como não se pode querer ensinar tudo, há que definir uma estratégia para não baralhar as pesoas e ter os estudantes prontos no final do seu ensino para se adaptarem ao que existe. 2+2, princípios e enunciados, acordos ortográficos, medicina e carpintaria, casamento, filhos. Se existirem surpresas se seja no fim.
alunos-vao-poder-escolher-cursos-mais-praticos
Já correu muita tinta sobre o assunto e hoje é reconhecido por muitos, o erro que foi terem acabado com a Escola Comercial e Industrial. Segundo me consta foi Veiga Simão que deu tal passo. É caso para dizer que no melhor pano cai a nódoa. Aqui está um exemplo como os melhores também erram, pois sendo considerado por alguns senão um génio, pelo menos uma pessoa muito inteligente, não se esperaria uma asneira dessas. Seja como for a euforia do 25 de Abril no que toca à igualdade nunca ninguém teve coragem de corrigir o erro. Já aqui critiquei o ministro por diversas vezes e não me tenho inibido de apontar erros, como o abolir disciplinas de informática, para substituir por história, geografia e religião e moral. Como sou dos que dou a arroxada onde ela é precisa, também não deixo de louvar sempre que alguém o merece, independente da cor politica que não tenho.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/sampaio-da-novoa-discurso-dia-de.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/explicacao-da-crise-em-portugal.html
Re: alunos-vao-poder-escolher-cursos-mais-praticos
Opiniões
Tendo como base só a experiência pessoal, defenderia que fosse dado a cada criança um pacote base de ensinamentos, até ao 9º ano, com o conteúdo similar ao antigo 5º ano do liceu, com as actualizações que a passagem de 60 anos exige. Nesse pacote, e no meu tempo, não me lembro de nada que seja supérfluo , tudo se mostrou necessário ao longa da vida.

A partir daí, sim, ou dois anos vestibulares para a universidade, ou cursos profissionais de qualidade. Nem só de doutores precisa uma sociedade. Desde talhantes a padeiros, passando por pedreiros e carpinteiros, enfermeiros e agricultores, todos são necessários e todos precisam de uma formação básica que lhes permita progredir por si, se assim o entenderem.

Temo que a separação, depois da 4ºclasse, acabe por criar segregação entre portugueses, os que estão a estudar para doutor e os que procurarão trabalho aos 15 anos.
O que acontecia, aliás, nos velhos tempos, em que o pessoal das escolas industriais e comerciais eram vistos como filhos de pobres a pedalar, enquanto os meninos do liceu teriam tacho garantido no futuro.
No 5º. ano ? «Berlinde, Cabra cega ou futebol?»
Ó Crato,.. é por isso que os «matemáticos» não conseguem resolver a crise na Europa,... com «teoremas» como o teu para o 5º. ano,... não deves ter filhos, nem nunca ter dado aulas a miúdos em idade infantil, concerteza,.. por seres «pateta» é que o Medina Carreira te deu com os pés no «Plano Inclinado», qual lei da Física, da SIC-Noicias.
Doutores ou Pedreiros aos 10 anos
Sem dúvida que são necessários ambos mas separá-los aos 10 anos só nas mentes iluminadas desta direita.
Quero ver se um filho do sr. ministro Crato quizer ir para bombeiro aos 10 anos, porque gosta da farda, se ele deixa.
Na fase de gestação
Eu sugeria mesmo que pudessem "escolher" na fase de gestação.
A Vocação aos 10 anos
Se bem entendi, as crianças de 10 anos vão agora ter a possibilidade de escolher a sua futura carreira priofissional LOL!
Isto não me parece uma medida pensada para o país nem para a sociedade. Não vejo que uma escolha feita entre os 10 e os 12 anos de idade venha a ter algum suporte vocacional. Não vejo com isto ajuda a formar melhores cidadãos ou sequer profissionais mais aptos.
Parece-me isso sim um retrocesso ao estado novo em que a 4ªclasse dividia a sociedade Portuguesa entre ricos e pobres e sobretudo uma medida para agradar aos saudosistas que estavam na escola nessa época e que ainda acham que se aprendia imenso nesses 4 anos ou que era fundamental saber o nome das linhas de caminho de ferro de cor mas não era importante aprender a consultar os mapas onde os mesmos viriam inscritos.
É simplesmente obscurantismo.
Já agora, para não variar ficamos sem saber essa parte chata mas necessária que é: "Como é que isso tudo vai funcionar?". Como será aplicada esta maravilhosa ideia.
cursos mais práticos
concordo, mas o início aos 10 anos (5º ano) acho permaturo. Melhor seria pensar em iniciar esta via apartir do 9º ( 14 - 15 anos), altura em que por norma os alunos já têm de fazer uma ideia do que querem para o futuro.
Re: cursos mais práticos
Re: cursos mais práticos
Re: cursos mais práticos
Re: cursos mais práticos
Ainda virá a tempo...?
Magnífica ideia...!

No meu tempo, havia duas possibilidades de estudar, o Liceu e as Escolas Industriais e Comerciasi...
Os primeiros com mais possibilidade de enveredar por uma licenciatura ( que no entanto não estava vedada aos segundos), e os que faziam a Escola Industrial e Comercial, mais habilitados a entrar no mercado de trabalho mais cedo, mas com preparação suficiente, para "saberem" o que fazer.
Muitos dos meus colegas do Comércio seguiram profissionalmente para o sector bancário ou serviços de Finanças (foi o meu caso), enquanto que os da Industria, eram bons mecânicos, electricistas, ceramistas e outras areas, onde houvesse necessidade de gente bem preparada para a vida de trabalho...
Alguns escolheram também seguir a via da licenciatura e alguns dos meus colegas, conseguiram inclusive, atingir altos cargos de responsabilidade em empresas como a Galp e outras...
Depois no 25 de Abril, algumas" brilhantes cabeças", entenderam que todos deveriam ser doutores e engenheiros e acabaram com o ensino profissional, um erro crasso, de que ainda hoje sofremos as consequencias...
Será que é desta que conseguirão remediar a asneira...?
Re: Ainda virá a tempo...?
Escola
A escola não deve estar ao serviço dos "mercados de trabalho", antes de tudo deve ser um espaço e um tempo de inovação, experimentação e sonho. A maior parte das pessoas não aceita estas ideias simples e olha o ensino de forma utilitarista.
Esta medida aos 9 ou 10 anos é para rir?
Antes do 25A haia o ensino técncico a partir do actual 7ºAno.

Sou a favor desse modelo.

Hoje assisti-se a uma infantilização da sociedade que faz com que hajam adolescentes de 30 anos.

Pôr crianças de 9 ou 10 anos a escolher área profissional, equivale a antes do 25A optar na 1ªclasse.

Como sempre em portugal a um conjunto de burros seguem-se outros ainda mais burros que passam do 8 para o 80. Em breve teremos outro comjunto de burros, que perante o fracasso do 80 virarão outra vez ao 8. Assim portugal não se safa.
Re: Esta medida aos 9 ou 10 anos é para rir?
Mais uma boca para rir?
Re: Mais uma boca para rir?
Re: Esta medida aos 9 ou 10 anos é para rir?
FINALMENTE
O ensino como está nos dias de hoje em Portugal, obriga as pessoas a irem para a universidad, criando um vácuo no mercado de trabalho. Portugal deve ser um dos poucos países onde isto ainda acontece, E PARA OS IDIOTAS COM DIARREIA MENTAL QUE PARA AQUI VÊM DIZER MAL desta medida, posso-vos dizer que aqui na Suécia, a escolha até começa no infantário. Os pais escolhem que tipo de infantário querem, com programa A, B, C, etc...

É preciso incentivar os alunos a não irem para a universidade! Sim, pode ser um choque para muito porque em Portugal existe a cultura do Sr. Dr., Sr. Eng., S. Licenciado, etc. E competências? ZERO! Contudo, deio um alerta: Esta medida será inútil se o ensino secundário não for também ele reformulado, porque como stá também não ensina nada a ninguém, só obriga os alunos a irem para a universidade...
Re: Alunos vão poder escolher cursos mais práticos
Escolher apenas no 9º ano seria mais prudente, até porque os alunos com desempenho médio chegam ao 9º com 15/16 anos.

 
A FLoresTa da eScriTa sEm oS raMinHos parTidos
— Tudo eh criacyao!
A criacyao, a capacidade criativa, ao contrario do que nos ensinam nas escolas, nao eh particularidade dos iluminados de Deus, ela eh carateristica de todos, Todos!, desde a mais humilde bacteria ao mais sofisticado e belo ser humano,
 
Tenho duvidas, muitas duvidas
  De que o ser humano seja a obra-prima da Natureza!,
  Mas nao tenho duvida nenhuma de que
  a Mulher eh a coisa mais bela do Universo!
... ...

joagues.blogspot.pt/
Comentários 29 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub