1
Anterior
As 3 maturidades do Facebook
Seguinte
Amazon: desafiando o futuro
Página Inicial   >  Blogues  >  Blogues Economia  >  Marketing Box  >   Allgarve: L ou XL?

Allgarve: L ou XL?

|

Já aqui falámos sobre a importância para a credibilidade do Marketing do facto de ser necessário explicar os impactos dos seus investimentos. Nas empresas é cada vez mais assim e nas acções de domínio público sê-lo-á mais cedo ou mais tarde.

O Algarve é uma região internacionalmente reconhecida, sobretudo no espaço europeu, conforme comprova qualquer estudo de mercado sobre notoriedade de marcas de regiões. Não tem a força da notoriedade espontânea de outros espaços turísticos com maior dimensão, prestígio (da região e do país) e posicionamento geográfico mais central, mas tem um nome próprio e uma marca bem identificada e facilmente perceptível e transmissível. E essa marca é Algarve, não Allgarve (sobretudo com pronúncia inglesa).

É verdade que no que diz respeito à imagem percebida, seguramente não compete com outras regiões turísticas no espaço europeu ou mundial, mas são inegáveis as melhorias da última década ao nível de infra-estruturas, organização de eventos e qualidade no acolhimento. Tem sabido demonstrar em diversos domínios a sua capacidade empreendedora e inovadora, designadamente ao nível cultural, com especial mérito para a acção municipal. Constitui, por isso, um local de referência para diferentes públicos-alvo, onde por exemplo encontramos o mercado sénior inglês ou os amantes de golfe do norte da Europa.

Se é este o contexto, está na altura de perguntar qual foi o retorno do investimento na marca Allgarve. Em que medida é que mais um "L" reforçou os índices de notoriedade, imagem, etc.. Era conveniente que todos soubéssemos esses resultados, comparativamente com o investimento na marca, para podermos aferir se estamos perante um case study positivo ou negativo.

Pude recolher algumas recomendações de férias de revistas e jornais internacionais e seleccionei o exemplo do Finantial Times para evidenciar que, para o mundo, Algarve se escreve com um "L". Posiciona o Algarve para um turismo de qualidade e, mais interessante do que tudo, é que a palavra Portugal ou portuguese não constam do anúncio. Porque não é preciso!

Este exemplo revela uma coisa muito simples: Algarve é uma marca forte, tradicional, independente e com estatuto de personalidade própria.

Partilho a ideia de que as marcas que são fortes e apetecíveis se devem manter e reforçar, de forma a não serem canibalizadas por outras mais débeis, apenas porque é preciso dar sinais de modernidade.

Marketing são resultados e factos e por enquanto "L" é melhor e maior que "XL".

Livro recomendado - In search of the obvious - Jack Trout


Opinião


Multimédia

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.


Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados
'Allgarve: L ou XL?

Apoiado. Por mais dissonante e irritante que seja para mim a aposta no Allgarve, compreendo que a ideia apostasse no trocadilho em Inglês para chamara a atenção (Já agora, podia-se ter realçado ainda mais o trocadilho com um AllGarve e não um Allgarve... evidenciando as raízes mouras do nome). Mas isso não significa que qualquer ideia deve ser aceite, engolida, e deitada fora simplesmente quando se encontra outra melhor. Se vamos sacrificar a nossa toponímia tradicional ao altar do marketing, o mínimo que se deveria exigir era também um esforço de monitorização dos resultados da medida... e um critério de desistência para o caso de não resultar (mesmo que esteja a torcer para que não dê... embirro com o Allgarve, desculpem-me... ainda se fosse AllGarve...).
Comentários 1 Comentar

Últimas


Pub