Siga-nos

Perfil

Expresso

Alertas Expresso

'Chefe' da ASAE reconhece que há inspectores fundamentalistas

Os donos dos restaurantes iam preparados para 'atacar' o inspector-geral da Autoridade, mas António Nunes é que os surpreendeu com um discurso desconcertante. Ofereceu-se para levar "pancada" e admitiu alguns excessos da sua organização.

Valentina Marcelino

Ao vivo, sem TV's nem holofotes da imprensa, o inspector-geral da ASAE, António Nunes, 'desarmou' mais de 200 empresários da restauração.

Foi num encontro, na discreta Casa da Cultura das Caldas da Rainha, na passada segunda-feira. A organização foi da ARESP (Associação da Restauração e Similares de Portugal) e o objectivo era promover um "diálogo construtivo" com a ASAE e esclarecer dúvidas.

A expectativa era grande e os empresários prometiam luta. Mas o inspector-geral vinha preparado. A estratégia - arrefecer os ânimos antes mesmo que estes começassem a aquecer -, resultou.

Leia mais na edição de amanhã do Expresso em banca, ou clique aqui para ler na versão e-paper (pdf inteligente para assinantes, disponível a partir das 00h01 de sábado)