20 de abril de 2014 às 12:24
Página Inicial  ⁄  Sociedade  ⁄  Gente  ⁄  Alec Baldwin expulso de avião por não desligar iPhone

Alec Baldwin expulso de avião por não desligar iPhone

Ator foi expulso de um avião que ia partir do aeroporto de Los Angeles, porque tinha o iPhone ligado e não interrompeu a aplicação que estava a jogar.
Mariana Cabral (www.expresso.pt)
Alec Baldwin foi expulso de um avião Getty Alec Baldwin foi expulso de um avião

"Ele adora o 'Words with Friends' de tal maneira que até estava disposto a abandonar um avião pelo jogo". Foi assim, de forma jocosa, que Matthew Hiltzik, porta-voz de Alec Baldwin, justificou o facto do ator norte-americano ter sido expulso, anteontem, de um voo da American Airlines que ia partir de Los Angeles.

O "Jack Donaghy" da série "30 Rock" estava a jogar 'Words with Friends' (uma aplicação semelhante ao Scrabble) enquanto o avião ainda estava parado, junto à manga de ligação ao terminal do aeroporto, quando uma hospedeira o terá mandado sair. 

O ator não terá achado tanta piada à questão como o seu porta-voz, uma vez que escreveu uma série de tweets sobre o assunto, dizendo que não voaria mais na American Airlines. Curiosamente, entretanto, a sua conta oficial no Twitter - que o ator costumava usar frequentemente - foi desativada.

American Airlines diz que Baldwin insultou tripulação


Ontem, a companhia aérea respondeu a Alec Baldwin, no Facebook, explicando que o ator se recusou a desligar o iPhone quando a hospedeira lhe pediu e que se fechou na casa de banho quando o avião ia descolar.

A American Airlines acrescenta que Alec Baldwin insultou a tripulação e demonstrou um comportamento agressivo. Daí ter sido expulso.

Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Mais publicidade disfarçada de notícia
A vergonha continua. O Expresso continua a não deixar escapar nenhuma oportunidade para publicitar o iPhone sob a forma de "notícias".
E se a notícia fosse: "Alec Baldwin atropelou um gato com o seu BMW"? Improvável e um pouco ridículo, não?
Para quem não percebeu ainda: a palavra "iPhone" não devia fazer parte da notícia; "telemóvel" ou eventualmente "smartphone" são designações genéricas que deviam ter sido usadas.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub