Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

YouTube promove leitura de "D. Quixote de la Mancha"

Proposta do YouTube é que as pessoas façam um vídeo em que leiam um excerto de "D. Quixote de la Mancha", de Miguel Cervantes, e o enviem para ser publicado no canal "El Quijone", criado no popular site. (Ver vídeo no final do texto)

Leonor Veiga (www.expresso.pt)

Esta iniciativa, que reúne a Real Academia Espanhola e o Youtube, surgiu para que a obra "D. Quixote de la Mancha", de Miguel Cervantes chegue a um número alargado de pessoas, principalmente a espanhóis espalhados por todo o mundo. E que melhor meio do que a Internet para o fazer?

Assim, foi criado o canal "El Quijone". Quando entramos, basta clicar no botão 'participar' e, depois de ser disponibilizado um excerto da obra, gravar a sua leitura numa gravação e carregar o vídeo no Youtube, num processo que deverá demorar apenas seis horas, tempo definido pela organização para todos os participantes.

Ser usuário, ou seja, estar registado no Youtube, e ler o excerto no seu original são as condições para quem quer participar.

Carla Rivera, coordenadora do projeto e diretora de marketing do Youtube em Espanha, explicou, em entrevista ao jornal Público, que esta iniciativa pretende ser uma homenagem à leitura, acrescentando que "um dos objetivos do Youtube também passa pela difusão da cultura e facilitar o seu acesso".

Proposta estende-se à linguagem gestual

O vídeo pode ser também uma leitura do excerto em linguagem gestual, mas nesse caso deverá incluir legendagem em espanhol que poderá ser anexada através da ferramenta existente no Youtube para essa funcionalidade.

Depois de enviados, os vídeos são analisados por uma equipa do Centro de Estudos Cervantinos, para garantir que são respeitadas as regras de participação e o próprio texto.

A obra foi dividida em 2149 excertos, pelo que se espera que pelo menos o mesmo número de utilizadores participe para que haja uma leitura de cada 'capítulo'.

Quando a leitura da obra estiver completa, todos os vídeos serão disponibilizados a todos os utilizadores, por tempo indeterminado.