Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Xangai recebe maior Expo de sempre

China deu cinco dias de feriado para parte da população de Xangai, cidade onde arranca amanhã a Expo 2010

Parte da população de Xangai começou hoje a gozar cinco dias de feriado para aliviar o trânsito durante a abertura da Expo 2010, que começa sábado com a participação de cerca de 240 países e organizações internacionais.

Além dos 500 000 visitantes, que esgotaram há muito os bilhetes para o dia de abertura, as autoridades têm de encaminhar para o recinto da Expo 2010 vinte chefes de Estado ou de Governo, e respetivas comitivas.

O comércio continuará aberto, mas as escolas, fábricas, repartições públicas e outros serviços estarão fechados até à próxima quarta-feira.

Hoje de manhã, o movimento nas ruas da maior cidade chinesa, com cerca de 20 milhões de habitantes, era muito mais tranquilo do que habitualmente.

Últimos preparativos

Na zona da Expo 2010, no entanto, a azáfama era intensa, com centenas de milhares de trabalhadores, agentes da polícia e voluntários a ultimarem os preparativos para a abertura do certame.

Só voluntários, a maioria jovens, são mais de 170 000: 72 000 dentro do recinto, que ocupa uma área de 528 hectares (dez vezes a Expo 98, em Lisboa), e os restantes espalhados pela idade.

É o maior acontecimento internacional organizado pela China, juntamente com os Jogos Olímpicos de Pequim, no verão de 2008, e decorrerá até 31 de outubro, dedicado ao tema "Better City, Better Life" (Melhores Cidades, Maior Qualidade de Vida".

Direta ou indiretamente, a China terá gasto 400 000 milhões de yuan (mais de 40 000 milhões de euros) na organização da Expo 2010.

Durão Barroso e Sarkozy chegam hoje

Os Presidentes da França, da Comissão Europeia, Coreia do Sul e Quénia - Nicolas Sarkozy, Durão Barroso, Lee Myung-bak e Mwai Kibaki, respetivamente - são alguns dos estadistas estrangeiros esperados hoje em Xangai.

Portugal está representado por um pavilhão de 2000 metros quadrados, todo revestido de cortiça, que fica situado na Praça Europa, um espaço para espetáculos com 1200 pessoas.

"Uma praça para o mundo, um mundo de energias" é o lema da participação portuguesa no certame.

Os organizações da Expo 2010 esperam cerca de 70 milhões de visitantes, cinco por cento dos quais estrangeiros. Se o número se confirmar, será a mais concorrida exposição universal de sempre.

A Expo 2010 é considerada também uma manifestação do crescente poder e influência da China, um país cuja economia cresceu em média 9,8% ao ano ao longo das últimas três décadas.

Em 2009, apesar da recessão global, o PIB chinês cresceu 8,7% e, este ano, o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê um crescimento de 9,5%.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.