Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Viaturas da Eletricidade da Madeira transportam eleitores

  • 333

Uma queixa apresentada hoje na Comissão Nacional de Eleições diz que há eleitores a serem transportados, ilegalmente, para as mesas de voto, através de veículos da Empresa de Eletricidade da Madeira.

O cabeça de lista do CDS-PP às eleições regionais da Madeira, José Manuel Rodrigues, apresentou hoje queixa, na Comissão Nacional de Eleições (CNE), de que há eleitores a serem transportados, ilegalmente, para as mesas de voto, no concelho da Calheta.

João Almeida, membro da CNE, explica ao Expresso que a reclamação apresentada indica que apenas "alguns eleitores" estão a ser levados a votar, através de veículos da Empresa de Eletricidade da Madeira. A CNE já solicitou a atuação da polícia para verificar situação.

A CNE esclarece ainda que as entidades públicas podem organizar o transporte de eleitores, a título execional, se houver dificuldade no acesso às mesas de voto e deve ser previamente comunicado, para toda a população usufruir do serviço.

Até ao momento não foram registadas mais queixas, estando o ato eleitoral a decorrer sem incidentes.

Hoje mais de 250 mil madeirenses são chamados a votar para escolher uma nova composição da Parlamento da região, que integra 47 deputados, um sufrágio do qual resultará ainda o XI Governo Regional.

A este ato eleitoral concorrem nove forças partidárias, a maior participação de sempre desde 1976.