Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Vaticano compara expulsão de ciganos de França a "novo Holocausto"

Agostino Marchetto, secretário do Conselho Pontifício do Vaticano para os emigrantes, considera que os ciganos expulsos de França "também são vítimas de um 'Holocausto' e vivem sempre escapando aos que os perseguem".  

As perseguições aos ciganos constituem "uma espécie de novo Holocausto", disse em entrevista à agência de informação I.Media o arcebispo Agostino Marchetto, secretário do Conselho Pontifício para os emigrantes.  

Ao referir-se à decisão do Governo francês em proceder ao desmantelamento dos acampamentos e à repatriação dos ciganos, Agostino Marchetto assegurou: "Não posso alegrar-me com o sofrimento dessas pessoas, em particular quando se trata de pessoas débeis e pobres que são perseguidas, que também são vítimas de um 'Holocausto' e vivem sempre escapando aos que as perseguem."  

No domingo, o Papa Bento XVI, no decurso do Angelus, também apelou em francês ao respeito pela "legítima diversidade humana", numa referência ao repatriamento de ciganos decidida pelo Governo francês.