Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Stanley Ho ajuda vítimas do sismo na China

Magnata do jogo de Macau, Stanley Ho, doou 485 mil euros para apoiar as vítimas do sismo que abalou na semana passada o noroeste da China, causando mais de 2000 mortos. 

Stanley Ho doou cerca de 485 mil euros para apoiar as vítimas do sismo que abalou na semana passada o noroeste da China. O donativo do homem forte da Sociedade de Jogos de Macau, que se encontra na sua residência em Hong Kong a recuperar de um traumatismo craniano que o deixou numa cama de hospital por sete meses, foi entregue ao Gabinete de Ligação do Governo chinês em Macau.

O Executivo de Macau também já fez um donativo de cerca de 11 milhões de euros para os trabalhos de socorro e salvamento das vítimas do sismo de magnitude 6,9 na escala de Richter, que abalou a prefeitura de Yushu, na província de Qinghai, quase exclusivamente povoada por membros de etnia tibetana, deixando mais de 100 000 pessoas desalojadas. 

Mais de 2000 mortos

Os trabalhos de resgate e assistência às vítimas continuam a ser dificultados devido à altitude do local (4000 metros acima do nível do mar), às temperaturas baixas que ali se fazem sentir e aos recorrentes deslizamentos de terra provocados pelas centenas de réplicas do sismo. 

O número de mortos subiu para 2183, e 84 pessoas continuam desaparecidas, indica o último balanço oficial, que refere ainda 12.135 feridos, 1000 dos quais considerados graves. 

A China respeitou na quarta feira um dia de luto nacional em memória das vítimas.   

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.