Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Sismo fez um morto no México

Sismo que abalou ontem o sul dos Estados Unidos e o México teve uma magnitude de 7,2 na escala de Richter, causando pelo menos um morto e um número indeterminado de feridos. 

Um morto, um número ainda não determinado de feridos e uma estrada destruída é o resultado ainda provisório do sismo de magnitude 7,2 na escala de Richter que atingiu ontem estado mexicano da Baixa Califórnia, disse à Efe fonte oficial.

O diretor da Proteção Civil da Baixa Califórnia, Alfredo Escobedo, disse à Efe que uma pessoa morreu quando ruiu a casa em que se encontrava na Colonia Nueva no Valle de Mexicali, a 18 quilómetros do epicentro do sismo.

Escobedo referiu que a vítima ainda não foi identificada. Problemas com as linhas telefónicas e o corte no abastecimento elétrico dificultaram a informação relativa a estragos em Mexicali, cidade com 1,2 milhões de habitantes.

A mesma fonte tinha afirmado anteriormente que havia um número ainda não determinado de feridos, sem esclarecer a gravidade dos feridos.

Ruir de casa fez um morto

A secretaria do governo federal confirmou em comunicado a morte de uma pessoa, devido ao ruir da casa, e adiantou que apenas três pessoas foram atendidas devido a crises nervosas.

A mesma fonte disse que depois do sismo de magnitude 7,2 - registado às 17h40 locais (23h40 em Lisboa) foram registadas 20 réplicas na zona que inclui toda a região do sul da Califórnia (Estados Unidos) até ao estado vizinho de Sonora (México).

No comunicado também se refere a suspensão dos serviços de energia elétrica, água, telefones e telemóveis, além de estragos no interior de casas.

Por outro lado, informa que foram registados danos na estrada Mexicali-Tecate, sem referir a sua localização exata ou extensão.

O Serviço Sismológico Nacional e o Serviço Geológico dos Estados Unidos informaram inicialmente que a magnitude do sismo tinha sido de 6,9, mas posteriormente corrigiram o valor, dizendo que foi de 7,2 na escala aberta de Richter.

Na cidade de Tijuana (Baixa Califórnia), o responsável local da Proteção Civil informou que não há notícia de perdas materiais nem humanas nesta localidade fronteiriça com os Estados Unidos.

***Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.