Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Seguro recusa cenário de novo pacote de ajuda

Seguro pediu audiência depois de ter sido confrontado com afirmações de ministros e do próprio primeiro-ministro que lhe causaram "perplexidade"

Miguel A. Lopes/Lusa

Secretário-geral do PS esteve reunido duas horas com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

O secretário-geral do PS recusou-se hoje a colocar o cenário de Portugal recorrer a um segundo pacote de ajuda externa, contrapondo que a obrigação do Governo é cumprir o memorando da troika assinado em maio. 

António José Seguro falava aos jornalistas em São Bento, no final de uma reunião de duas horas com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

Interrogado sobre o cenário, admitido pelo primeiro-ministro, de Portugal recorrer a uma segundo pacote de ajuda externa, caso a Grécia entre em incumprimento, o líder socialista deu a seguinte resposta: "Não falo sobre cenários hipotéticos, mas não encontro nenhuma razão para que o Governo deixe de cumprir e deixe de executar o memorando [da 'troika'] assinado em maio", disse.

António José Seguro disse aos jornalistas que pediu a audiência com Pedro Passos Coelho depois de ter sido confrontado com afirmações de ministros e do próprio primeiro-ministro que lhe causaram "perplexidade".