Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

SEF desmantela rede de tráfico de mulheres em Aveiro e Faro

  • 333

Cerca de 30 mulheres, algumas delas menores, eram obrigadas a ingerir drogas e depois forçadas a prostituir-se sob coação física e psicológica. Rede tinha bases em Faro e Aveiro e operava também em Espanha, Itália, Reino Unido e Alemanha.

Mário Lino, correspondente no Algarve (www.expresso.pt)

A noite de ontem foi longa no Tribunal de Albufeira e a de hoje não se espera diferente. Ontem tiveram início os interrogatórios de três dos doze homens arguidos no decurso da investigação "Roadbook", promovida pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, o que forçou o juiz de instrução criminal do 1º Juízo de Albufeira e alguns funcionários a sair já depois da 1 da manhã.

Hoje, durante o dia, os interrogatórios continuaram e prevê-se que possam vir a estender-se ainda durante o dia de amanhã, não tendo sido aplicadas até ao momento quaisquer medidas de coação, segundo apurou o Expresso junto de fonte do Tribunal de Albufeira.  

Foram ainda constituídos como arguidos no processo outros três suspeitos que não foram detidos, adiantou o SEF, em comunicado.

De acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) o modus operandi da rede passava pela utilização de dezenas de jovens mulheres, algumas menores de idade, exploradas "mediante aplicação de forma muito violenta de coacção física e psicológica, incluindo a administração forçada de material estupefaciente".

No balanço da operação coordenada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, o SEF acrescenta que as vítimas, que se prostituíam na rua, eram regularmente transferidas dos locais onde se encontravam, quer em território nacional, quer para outros Estados-membros da União Europeia.

As mulheres - pelo menos 30, nas contas do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras - eram negociadas entre os chefes de diferentes redes de tráfico de seres humanos que operam no espaço da União Europeia, dificultando a investigação criminal.

Operação no Norte e no Sul

A operação, que arrancou na madrugada de segunda feira, foi liderada pela delegação do SEF no Algarve, e envolveu 70 operacionais do SEF, distribuídos entre Aveiro e Faro, bem como de 7 binómios da GNR, em ambas localidades, e ainda 31 militares do Pelotão de Intervenção em Aveiro.

Ao todo, foram efetuadas oito buscas domiciliárias e 11 buscas em viaturas, algumas das quais vieram a ser apreendidas juntamente com uma arma de fogo, dinheiro e telemóveis. A rede agora desmantelada operava não só em Portugal, mas também na vizinha Espanha, na Itália, no Reino Unido e na Alemanha, segundo dados apurados pelo SEF, em colaboração com as autoridades dos diferentes países e com a EUROPOL. 

A acusação deverá agora incidir nos crimes de tráfico de pessoas, lenocínio, furto qualificado, roubo, falsificação de documentos e extorsão.