Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Sarkozy quer três debates na segunda volta

O Presidente quer três frente-a-frente em vez de um, como fora combinado. Hollande rejeita a mudança de regras a meio do jogo.

Pedro Cordeiro com agências (www.expresso.pt)

"Tudo começa agora", disse aos seus apoiantes o Presidente e recandidato, que ficou em segundo na primeira volta das eleições. Elogiando a alta participação (80%, acima do que previam as sondagens), o conservador Nicolas Sarkozy propôs a realização de três debates: economia, sociedade e política externa são os temas que quer discutir com François Hollande.

Na segunda volta, defende Sarkozy, os candidatos têm "um dever de verdade, de coragem". Hollande está disposto a debater com o Chefe de Estado, mas apenas uma vez, segundo o diário Le Monde. Era essa, aliás, a combinação pré-existente entre as candidaturas. "Não é por se ter um mau resultado que se muda as regras", disse o socialista à imprensa. "Porque não quatro, cinco ou seis debates?", ironizou, comparando  Sarkozy a "um mau aluno que quer mudar as regras do exame".

"Amanhã voltamos à estrada", disse Sarkozy, que considera que nesta primeira volta houve "um voto de crise". "Neste mundo que se move tão depressa, a preocupação dos nossos compatriotas de manterem o seu modo de vida é a questão central destas eleições", afirmou, referindo-se - propositadamente ou não - a uma das preocupações da Frente Nacional, de extrema-direita.