Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Sarkozy e Marine le Pen em restaurantes portugueses

  • 333

"Gostei muito da comida", disse Nicolas Sarkozy depois do almoço no restaurente português nos arredores de Paris

Marine le Pen diz que os portugueses são a comunidade estrangeira de França que é mais sua amiga e vai regularmente comer ao restaurante português Chez Tonton. Para não ficar atrás, Nicolas Sarkozy foi ontem almoçar ao Quinta do Galo.

Daniel Ribeiro, correspondente em Paris

Os luso-descendentes com direito de voto nas eleições presidenciais francesas são algumas centenas de milhar, mas todos os votos contam.

 A candidata da extrema-direita, Marine le Pen, segue as pisadas do pai, Jean-Marie, e vai regularmente comer ao  restaurante português Chez Tonton, em Nanterre, nos arredores de Paris, ao lado da sede do seu partido, a Frente Nacional. Os patrões do restaurante gostam dela e ela adora os portugueses. "Penso que a comunidade portuguesa de França é, entre todas, a mais minha amiga", costuma dizer Marine le Pen quando fala aos jornalistas portugueses.

Quanto a Nicolas Sarkozy, que continua em atraso em relação ao seu rival socialista François Hollande nas previsões de voto para a segunda volta das presidenciais, a 6 de maio, também tenta caçar votos na comunidade portuguesa. Ontem, o Presidente em busca da reeleição foi almoçar ao Quinta do Galo - Chez Anna, em Drancy, igualmente na periferia da capital francesa.

"Gostei muito da comida", disse Nicolas Sarkozy, depois do almoço. Os seus serviços divulgaram, hoje, algumas fotos dele no restaurante.

 Mas para cativar os portugueses Marine Le Pen leva algum avanço. "Se ganhar as eleições não vou ao chique Fouquet's, como fez Sarkozy em 2007, irei Chez Tonton, um pequeno restaurante português atraente e simpático ao lado da nossa sede", disse, há dias.