Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

RTP: António Pedro Vasconcelos apela a Cavaco

O cineasta, antigo membro do Conselho de Opinião da RTP, pede ao Presidente da República que impeça "este atentado contra o serviço público de televisão". 

O realizador António Pedro Vasconcelos apela ao Presidente da República para que "trave este atentado contra o serviço público de televisão", na sequência do anúncio da concessão da RTP1 a privados e do eventual fim da RTP2.  

O cineasta, que já foi membro do Conselho de Opinião da RTP, lançou em julho um manifesto contra a privatização da televisão pública, para o qual já recolheu 300 assinaturas "de pessoas de todos os quadrantes ideológicos, da esquerda à direita, e de várias áreas profissionais". 

O economista e consultor do Governo António Borges admitiu na quinta-feira, em entrevista à TVI, o encerramento da RTP2 e a concessão a privados da RTP1, mas assegurou que nada está ainda decidido sobre o futuro da empresa.

A RTP2 irá "muito provavelmente" fechar, independentemente do cenário a adotar para o futuro da empresa, em razão do seu avultado custo, para reduzidas audiências, disse ainda o consultor do executivo na entrevista.

Em julho, António Pedro Vasconcelos, que publicou o manifesto no semanário Expresso, tinha afirmado à Lusa que o processo de privatização da RTP "tinha contornos obscuros". Hoje, o realizador considera que o plano do Governo agora anunciado "é uma ameaça muito maior".