Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Republicano Cain comete nova gafe ao associar talibãs ao Governo líbio (vídeo)

  • 333

O aspirante a candidato republicano à presidência dos EUA, Herman Cain, voltou a equivocar-se sobre a Líbia, ao questionar se os talibãs deviam fazer parte do novo governo.

O aspirante a candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Herman Cain, cometeu uma nova gafe sobre a Líbia, ao questionar-se se os talibãs deviam fazer parte do novo governo de Tripoli.

"Se eu estou de acordo com a oposição? Se eu estou de acordo que Kadhafi devia sair? Se eu estou de acordo que eles agora têm um país onde os Talibãs e a al-Qaida farão parte do governo? ", interrogou-se Cain em voz alta, numa conferência de imprensa em Orlando, na Florida.

"Ok, Líbia..."

No início da semana, Herman Cain ficou em "branco" perante uma pergunta sobre a política adotada pelo Presidente, Barack Obama, na crise da Líbia.

Na ocasião, o candidato respondia a perguntas dos editores e jornalistas do diário "Milwaukee Journal Sentinel" quando o tema Líbia veio à baila, tendo-o deixado em "branco".

"Ok, Líbia", repetiu, movendo-se, de forma inquieta, na cadeira. "O Presidente Obama apoiou o movimento de libertação, certo?", questionou. "O Presidente Obama fez um apelo para destituir Kadhafi - só quero assegurar-me de que estamos a falar do mesmo antes de decidir se estou de acordo ou não" -, assinalou na tentativa de ganhar algum tempo.

Cain garantiu que faria melhor do que Obama

Cain começou por dizer que não estava de acordo com Obama "pela seguintes razões" que não chegou a enumerar porque entretanto começou a falar com ele próprio: "Não, isso é outra coisa diferente".

Depois de uma pausa, o aspirante a candidato apontou que tem "todas essas coisas a dar voltas na cabeça" e fugiu à pergunta, apesar de ter assegurado que teria gerido melhor esta crise do que Barack Obama.

Mais tarde, as declarações de Cain sobre a Líbia foram desculpadas por um assessor com "o cansaço" do candidato republicano.

Recorde-se que Herman Cain também tem sido notícia na comunicação social norte-americana devido a acusações de assédio sexual.

Veja o vídeo da conferência de imprensa:
Recorde o vídeo da entrevista na qual Cain comete a primeira gafe: