Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Relação recusa liberdade condicional a Vale e Azevedo

  • 333

Já é o segundo recurso que Vale e Azevedo vê ser recusado. O ex-presidente do benfica não terá liberdade condicional como pretendia.

O Tribunal da Relação de Lisboa rejeitou hoje o recurso de João Vale e Azevedo que pedia que lhe fosse concedida a liberdade condicional, indeferida pelo Tribunal de Execução de Penas de Lisboa, no final do ano passado. 

O ex-presidente do Benfica pretendia a liberdade condicional, de forma a que, posteriormente, fosse anulado o mandado de detenção europeu, que se decide em Londres na sexta-feira, mas os juízes desembargadores da Relação rejeitaram o apelo.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou esta semana ao Expresso que não tem conhecimento de mais adiamentos no julgamento do ex-Presidente do Benfica, em Londres. "A diligência (da próxima sexta-feira, dia 2) mantém-se, segundo foi confirmado por uma autoridade inglesa".



Ainda segundo o gabinete de Pinto Monteiro, estes adiamentos consecutivos no caso Vale e Azevedo "surpreendem a Justiça portuguesa".