Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

PSD recusou poupar 24 milhões nas autárquicas

O CDS propôs ao parceiro de coligação cortar 50% no financiamento do Estado para as eleições autárquicas em 2013. A ideia foi recusada.

Filipe Santos Costa (www.expresso.pt)

No debate entre o PSD e o CDS sobre as propostas de alteração ao Orçamento do Estado, os sociais-democratas recusaram uma proposta dos centristas para cortar cortar 50% na subvenção do Estado para a campanhas eleitorais.

Apenas essa medida significaria uma poupança de 24 milhões de euros para o Estado.2013 é ano de autárquicas, que são sempre as campanhas mais caras para o erário público, pois o Estado financia 308 eleições, uma por cada município do país.

No total, 48 milhões de euros é o valor previsto para financiamento público para a propaganda eleitoral no ano que vem. A proposta do CDS foi recusada pelo PSD, que argumentou que o valor orçamentado para 2013 já tem em conta duas decisões da AR, que já decretou dois cortes da subvenção pública para as campanhas eleitorais, um em 2010 e outro já este ano.

Essas duas decisões, acumuladas, representaram uma redução de 20% no financiamento das campanhas, lembrou o PSD. Mas o CDS argumentou que seria possível ir muito mais longe.

Escolha uma das opções para ler o artigo inteiro