Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Porta-voz do CDS lança avisos ao PSD

Em entrevista ao Expresso, o porta-voz centrista alerta que "sujeitar o CDS a situações difíceis a todo o momento fragiliza a coligação". E exige ao PSD uma "atitude empenhada e respeitadora".

Filipe Santos Costa (www.expresso.pt)

 "O que se passou no Orçamento do Estado (OE) não se pode repetir", diz ao Expresso o porta-voz do CDS, na sua primeira entrevista depois da aprovação do OE e de ter apresentado uma declaração de voto muito dura sobre o documento. João Almeida aponta o dedo à falta de diálogo dentro do Governo e à forma como as propostas do CDS foram pouco tidas em conta.

"O CDS tem feito um esforço tremendo" ao "apoiar soluções que noutras condições nunca apoiaria", diz o dirigente centrista, avisando que o parceiro de coligação tem de "perceber que sujeitar o CDS a situações difíceis a todo o momento fragiliza a coligação, e que permitir que ideias do CDS avancem fortalece a coligação".

Apesar de reiterar as críticas ao Orçamento, João Almeida considera que o CDs pode continuar a apresentar-se como o "partido dos contribuintes". "Se o CDS não estivesse no Governo, o agravamento de impostos era substancialmente maior", garante.

Leia mais na edição do Expresso: