Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

PJ apreende 80 obras de arte falsificadas

A Polícia Judiciária apreendeu em Lisboa cerca de 80 pinturas, serigrafias e desenhos falsificados como sendo obras assinadas por autores consagrados, como Bual, Malangatana, Vieira da Silva e Nadir Afonso.  

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje que apreendeu na região de Lisboa cerca de 80 pinturas, serigrafias e desenhos falsificados como sendo obras assinadas por autores consagrados, como Bual, Malangatana, Vieira da Silva e Nadir Afonso.     Júlio Pomar, Júlio Resende, Cruzeiro Seixas e Cargaleiro foram outros artistas falsificados, presumivelmente por uma mulher que já tinha sido detida noutra operação, refere a PJ, em comunicado.     Segundo a PJ, a ação agora realizada "inscreveu-se em investigação que se desenvolve há mais de um ano e no âmbito da qual já havia sido detida a presumível autora material das falsificações e feita a apreensão de mais cerca de duas dezenas de obras contrafeitas".     A polícia acrescenta que "alguns comerciantes envolvidos nas transações" foram também interrogados e constituídos arguidos.     No âmbito de outra investigação, foram detetados e apreendidos, numa leiloeira do Porto, um tríptico em madeira com osso e marfim e uma pintura reproduzindo uma obra de Nuno Gonçalves, como sendo dos séculos 15 e 16, quando na realidade são reproduções dos séculos 19 e 20, acrescenta a fonte.   *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico. ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.