Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Pinto da Costa apresenta queixa-crime por divulgação de escutas

Uma fonte do FC Porto fez saber que os advogados de Pinto da Costa vão apresentar queixa pela divulgação das escutas telefónicas ao presidente do FC Porto no site You Tube e no site do "Correio da Manhã".

Pinto da Costa vai apresentar já hoje uma queixa-crime no DIAP do Porto na sequência da divulgação das escutas do processo Apito Dourado no site You Tube e no site do jornal Correio da Manhã, informou fonte do FC Porto.  

 

Segundo a mesma fonte, os advogados de Pinto da Costa irão alegar que em causa está um crime de desobediência, pois a divulgação das escutas está vedada por lei.  

 

A queixa será apresentada ainda hoje no Departamento de Investigação e Acção Penal do Porto (DIAP).  

 

O Correio da Manhã transcreve hoje o teor de escutas ao presidente do Futebol Clube do Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, que pertencem a processos conexos ao Apito Dourado, no âmbito dos quais o dirigente portista foi ilibado em tribunal. 

Conversas telefónicas de Pinto da Costa estão no YouTube 

Segundo o jornal, as conversas entre Pinto da Costa e outros intervenientes nos processos foram colocadas no YouTube, um site de divulgação áudio e vídeo de acesso livre.  

 

O actual Código do Processo Penal refere que a divulgação dos conteúdos das escutas só pode efectuar-se com autorização da pessoa nelas visada, mesmo depois de os processos terem transitado em julgado e não estarem mais sob segredo de justiça.  

 

O ex-bastonário da Ordem dos Advogados, Rogério Alves, já confirmou que a divulgação das escutas ao presidente do Futebol Clube do Porto na Internet "viola a lei" e pode desencadear a intervenção do Ministério Público.