Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Paquistão: Ataque a consulado americano faz 6 mortos

Rebeldes islamitas tentaram hoje atingir o consulado dos Estados Unidos em Peshawar com explosivos e armas automáticas. Há pelo menos seis mortos, entre os quais 4 atacantes e um polícia. 

Pelo menos seis pessoas, incluindo quatro atacantes e um polícia, morreram hoje numa tentativa de ataque contra o consulado dos Estados Unidos em Peshawar, no noroeste do Paquistão, declararam as autoridades.

O ataque foi lançado por dez a 15 "rebeldes islamitas", que chegaram em duas camionetas, disse a polícia, garantindo que o alvo era o consulado norte-americano nesta cidade com perto de 2,5 milhões de habitantes.

As forças de segurança designam como "rebeldes islamitas" os talibãs paquistaneses aliados da Al-Qaida, responsáveis por uma vaga de atentados suicidas que mataram mais de 3200 pessoas em todo o país em mais de dois anos e meio.

"Um dos atacantes fez explodir uma bomba, que transportava, junto à barreira de entrada e os polícias abriram fogo sobre os atacantes", disse. "Seguiram-se outras explosões", acrescentou.

Rebeldes "muito bem equipados"

"Eles chegaram em duas camionetas, estavam muito bem equipados", disse Bashir Ahmed Bilur, ministro sem pasta da província da fronteira do Noroeste (NWFP), da qual Peshawar é a capital.

"Tentaram entrar no consulado, mas a situação está agora sob controlo, as forças de segurança mataram quatro atacantes e o exército bloqueou a zona", acrescentou.

O ministro disse que "ao todo morreram seis pessoas: as forças de segurança mataram quatro atacantes e um polícia morreu".

Um porta-voz da embaixada dos Estados Unidos em Islamabad disse hoje que o consulado norte-americano em Peshawar, no noroeste do Paquistão, foi o alvo de um ataque com explosivos e armas automáticas.

Uma série de três a cinco explosões foram hoje ouvidas, seguidas de tiros de armas automáticas, num bairro militar de Peshawar, onde se situa o consulado.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.