Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Nova Iorque proíbe que se fume ao ar livre

Nova Iorque levou mais longe a sua perseguição ao tabaco, proibindo que se fume em parques, praias e recintos desportivos. Já há quem apele à "desobediência civil"

Fumar em Nova Iorque tornou-se mais difícil desde segunda-feira: puxar de um cigarro é também proibido em espaços públicos ao ar livre como parques, praias e recintos desportivos.

Segundo a agência Efe, a medida é, de longe, pouco consensual, com os contestatários a pedirem uma "desobediência civil", perante a falta de "uma sólida base científica" que suporte a nova norma, que dizem ser uma intromissão na liberdade individual.

A associação CLASH já convocou, para o próximo fim-de-semana, todos os fumadores da cidade a juntarem-se no passeio marítimo de Brooklyn para demonstrar que "a lei receberá o respeito que merece: nenhum".

Proibição começou em 2003

Em contrapartida, os defensores da lei antitabagista ripostam que os mais de mil parques públicos e os 22 quilómetros de praia ficarão mais limpos e o ar da cidade mais saudável, já para não falar da redução dos incómodos sobre os não fumadores.

Os passeios e as zonas de estacionamento são quase os únicos espaços públicos ao ar livre nos quais é permitido fumar. Quem prevaricar incorre no pagamento de uma multa de 50 dólares (35 euros).

Em Nova Iorque, já era proibido fumar em recintos públicos fechados, como bares e restaurantes, desde 2003.

Em Portugal, é proibido fumar em espaços públicos fechados desde 2008.