Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Mulheres acusadas de serem culpadas pelos terramotos no Irão

Um líder religioso iraniano não tem dúvidas: As mulheres pouco modestas espalham o adultério na sociedade e isso faz aumentar os terramotos no país.

Os constantes tremores de terra no Irão têm uma explicação: "Muitas mulheres que não se vestem de forma modesta, desviam os jovens do caminho justo e espalham o adultério na sociedade, o que faz aumentar os terramotos ". Quem o afirmou foi o líder religioso Hojatoleslam Kazem Sedighi num sermão pfeito na Universidade de Teerão, na semana passada.

Na sessão transmitida pela televisão, o destacado clérigo defendeu que as mulheres se devem manter fiéis à modéstia para evitar este tipo de catástrofes naturais. De acordo com a imprensa local, são muitas as jovens que usam a forma de vestir para confrontar os limites impostos pela sociedade iraniana. Usar roupas que revelem os contornos do corpo ou mostrar uma parte do cabelo debaixo dos lenços são algumas das formas mais comuns.

Hojatoleslam Segdighi relembrou que nos últimos dez anos milhares de iranianos morreram em sismos, sendo que a religião deverá ser a chave para evitar tais catástrofes: "O que podemos fazer para evitar sermos soterrados pelos escombros? Não há outra solução senão tomarmos refúgio na religião e adaptarmos as nossas vidas aos códigos morais do Islão".

Segundo os especialistas, Teerão está localizada sobre várias falhas tectónicas, o que a expões à possibilidade de um "terramoto devastador" a qualquer momento. O Presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, já fez saber que tem em curso um plano para construir uma nova capital perto da cidade santa de Qom.