Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Modelo árabe recebe duras críticas por fotos em biquíni

  • 333

Huda Nakash foi a primeira modelo árabe a posar em biquíni para uma revista feminina. A modelo recebeu milhares de mensagens de todo o mundo e muitas críticas. A palavra "vergonha" foi repetida por várias mulheres conservadoras.

Diana Martins (www.expresso.pt)

Huda Nakash, de 22 anos, agitou o mundo muçulmano ao ser a primeira manequim árabe a posar em biquíni para uma revista feminina. Foi em dezembro de 2011, agora balança entre mensagens de apoio e fortes críticas.

"Miss Huda faz tremer a terra" pode ler-se na capa da revista árabe, com sede em Nazaré. Nunca antes uma publicação árabe para um público muçulmano tinha arriscado tanto numa edição. Ao difundir algumas fotografias de uma modelo em biquíni, a revista feminina conseguiu romper um tabu. Por sua vez, Huda Nakash, a modelo em fato de banho, ousou fazer o impensável para quebrar preconceitos e regras da religião.

Por muitos, a atitude e coragem da modelo árabe foi aplaudida. Mas, como já seria de esperar, as mulheres mais conservadores não deixaram de tecer críticas a Huda. Repetiram várias vezes a palavra "vergonha" para descrever a forma como a modelo se expôs na capa da revista. 

A estudante de arqueologia da Universidade de Haifa, em Israel, diz acreditar que todos aqueles que a criticam pertencem à pré-história. "Eu não lhes dou muita atenção, mas é claro que chegam críticas", afirmou Huda Nakash à SIC. "Eu, que estudo arqueologia, sei que são pessoas mais atrasadas e menos cultas."

Novo desafio: Campanha em lingerie

Como se não bastasse a pose em biquíni, Huda Nakash está prestes a criar novas - e muitas - reações. A modelo está agora a participar numa campanha de lingerie dirigida ao mundo árabe. 

A diretora da empresa responsável pela campanha, Jenny Cuba, diz que Huda é muito corajosa e que no mundo da moda não existem fronteiras, apenas se fala uma língua que é a da beleza.

"Sabemos que Huda é uma pioneira. Nunca houve uma modelo árabe que estivesse disposta a fazer uma campanha de roupa interior", adiantou Jenny Cuba. "Espero que ela não se deixe intimidar pela luta dos sectores árabes radicais."

Intimidada ou não, Huda Nakash é já o símbolo da nova mulher árabe forte e que não sente vergonha em mostrar o corpo. E há quem a veja como uma das protagonistas da verdadeira revolução no mundo árabe.