Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Miguel Poiares Maduro vence Prémio Gulbenkian Ciência

Professor catedrático Miguel Poiares Maduro é o vencedor do Prémio Gulbenkian Ciência, dedicado este ano às Ciências Sociais e Humanas.

O professor catedrático Miguel Poiares Maduro é o vencedor do Prémio Gulbenkian Ciência, dedicado este ano às Ciências Sociais e Humanas, anunciou hoje a instituição.

Especialista em Direito da União Europeia, Miguel Poiares Maduro é atualmente professor do Instituto Universitário Europeu, em Florença, Itália, e diretor do seu programa de "Global Governance". 

 

O júri do prémio, segundo a Gulbenkian, "foi unânime em reconhecer a excelência do trabalho de Miguel Poiares Maduro, em particular nos domínios do Direito da União Europeia e do estudo comparado do Direito Constitucional e do Direito do Comércio Internacional".   

O Prémio Gulbenkian Ciência, no valor de 50 mil euros, é constituído

por Fernando Lopes da Silva, João Ferreira de Almeida, Jorge Gaspar, Jaime Reis e Luís Cabral.  

 

Nascido em 1967, Miguel Poiares Maduro iniciou a atividade académica na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, tendo lecionado também em universidades como as de Yale, London School of Academics, Chicago, Colégio da Europa e Michigan. 

Prémio Internacional Calouste Gulbenkian anunciado em breve

Entre 2003 e 2009, foi advogado geral do Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias. É autor de vários trabalhos, alguns dos quais considerados obras de referência no campo dos estudos jurídicos.  

 

Além de Poiares Maduro, a Gulbenkian já distinguiu este ano Cristina Reis (Arte), ACTA -- Companhia Teatral do Algarve e Academia de Música de Viana do Castelo (Educação), Associação de Mulheres Contra a Violência e Associação de Reabilitação e Integração Ajuda (Beneficência).  

 

O Prémio Internacional Calouste Gulbenkian, no valor de 100 mil euros, e dedicado a entidades que se distinguiram no respeito pela biodiversidade e defesa do Ambiente, será anunciado em breve, acrescenta a instituição numa nota enviada à Lusa.  

 

Os prémios Gulbenkian serão entregues a 20 de julho, data em que se assinala a morte do Calouste Gulbenkian.