Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Menina com síndrome de Down detida por queimar Corão

  • 333

Autoridades paquistanesas detiveram uma menina de 11 anos, com síndrome de Down, por queimar páginas do Corão, o livro sagrado dos muçulmanos.

Uma menina cristã de 11 anos, com síndrome de Down, foi acusada de blasfémia e presa em Islamabad, por queimar uma dezena de páginas do Corão, informou a Comunidade Cristã do Paquistão.    

A "Christians in Pakistan" denunciou a detenção da menina através da sua página na Internet, referindo que a menor foi detida na sexta-feira passada na zona de Umara Jaffar, na capital paquistanesa, precisa a agência de notícias Efe.  

Uma alta patente policial da esquadra de Polícia de Ramna, da qual depende Umara Jaffar, confirmou ao diário "Express Tribune" que se tinha registado uma acusação contra a menina. 

Lei da blasfémia   

A controversa lei da blasfémia, aprovada durante o mandato do ditador militar Mohamed Zia-al-Haq (1977-88), contempla a possibilidade da pena de morte por difamação contra o Islão ou ao seu Profeta.    

Esta legislação tem sido utilizada para saldar contas por inimizades pessoais com elementos de grupos religiosos minoritários, entre denúncias de numerosos ativistas e defensores dos Direitos Humanos que defendem que seja derrogada.    

O Estado do Paquistão foi constituído em 1947 como pátria dos muçulmanos do subcontinente indiano, professando cerca de 97% da população o credo muçulmano, segundo o mais recente censo das autoridades.