Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Martim Avillez Figueiredo deixa direcção do jornal i

O jornalista Martim Avillez Figueiredo vai abandonar a direcção do diário i. André Macedo poderá assumir o cargo.

O jornalista Martim Avillez Figueiredo vai abandonar a direção do diário i, disse á Lusa fonte do jornal.

O director executivo, André Macedo, foi convidado a assumir o cargo,mas só dará uma resposta na segunda-feira, diz a mesma fonte.

A administração da Sojormedia pediu ao diretor do i que adotasse medidas "urgentes" que reduzissem os custos do jornal, sublinhando a importância da sua "imediata adoção" para a "sobrevivência" do título.    Numa carta dirigida ao presidente do conselho de administração do grupo Lena e distribuída hoje à redação e a que a Lusa teve acesso, Martim Avillez Figueiredo anexou um email que lhe foi enviado pelo administrador da Sojormedia [holding do grupo para a comunicação social] em que pedia a "imediata adoção" de medidas "urgentes", "vitais para a sobrevivência do i".    No email, Francisco Santos refere que "as circunstâncias difíceis com que o i está a ser confrontado obrigam a medidas drásticas e profundas, no sentido de adequar a sua estrutura de custos à sua capacidade geradora de receitas e à disponibilidade de suprimentos do acionista Lena".    Entre as medidas a adotar, o administrador sugere a "reorganização da redação com o objetivo de atingir uma redução de custos no valor de 30 mil euros mensais", "reduzir 20% de custos com serviços de agências noticiosas" e "reduzir oito páginas no suplemento ireportagem".  

Ex-director do "i" diz-se "defraudado"

Na carta, Martim Avillez Figueiredo refere sentir-se "defraudado".    "Fui defraudado, a minha dignidade profissional foi defraudada: sinto que defraudei quase cem pessoas que acreditaram em mim, no projeto que patrocinei e no qual verdadeiramente empenhei o meu nome", refere.    O diretor menciona ainda a redução de custos que lhe foi pedida pela administração e que considera "desfigurar" o projeto para que foi desafiado para liderar em julho de 2008.    O diário i - publicado de segunda-feira a sábado - chegou às bancas a 07 de maio deste ano.    O jornal da Sojormedia, holding do grupo Lena para a comunicação social, representou um investimento global de 10,4 milhões de euros.     Em março, foi anunciada a possibilidade de venda dos 16 órgãos de comunicação social do Grupo Lena - entre eles o diário i. 

Dívida do grupo ascende aos €600 milhões

  A decisão, que será tomada em breve, está relacionada com as dificuldades de financiamento sentidas ultimamente e com a opção de se concentrar nos negócios da construção e do ambiente.    Segundo a Lusa apurou junto de fontes da empresa, a dívida do grupo de Leiria ronda os 600 milhões de euros, sendo que para fazer face aos investimentos com que se comprometeu terá necessidades de financiamento de 140 milhões até ao final de 2011, 46 milhões dos quais já este ano.     ***Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.