Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Louçã: Comentário de Sócrates no Parlamento é "assunto encerrado"

O líder do Bloco de Esquerda considerou hoje "encerrado" o caso do comentário que o primeiro-ministro fez ontem no Parlamento, recusando ser distraído por "apartes supérfluos em relação ao debate político".

Questionado sobre o comentário que José Sócrates fez, durante o debate quinzenal na sexta feira de manhã, no Parlamento, Francisco Louçã disse considerar este assunto "encerrado". 

Segundo noticiou a SIC, depois de Louçã afirmar que o primeiro-ministro estava "mais manso" nas suas intervenções, Sócrates respondeu, num aparte, "manso é a tua tia, pá", um caso que, para o líder do BE, é "assunto encerrado".

"No Parlamento dirigi-me logo ao primeiro ministro, considerando que o debate deve ter elevação e não deve ser sujeito a esse tipo de rebaixamento", afirmou hoje o líder bloquista, numa conferência de imprensa no final da reunião da Mesa Nacional do Bloco. 

"As minhas divergências com o primeiro ministro - e ele comportar-se-á como entender - são sobre questões essenciais para a política portuguesa", nomeadamente "sobre se se deve privatizar os correios, as redes de alta tensão, os transportes, sobre a economia portuguesa, a vida das pessoas, o subsídio de desemprego, e elas são tão importantes que eu não quero ser distraído por apartes supérfluos em relação ao debate político". 

"O BE continuará a ser claro, direto, de olhos nos olhos com o primeiro ministro, na discussão sobre as grandes opções que fazem forte uma esquerda de confiança", disse Francisco Louçã, que rejeitou exigir um pedido de desculpas por parte do primeiro ministro.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.