Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Kiev revolta-se contra adoção do russo como língua oficial

  • 333

Confrontos contra alargamento da utilização da língua russa na Ucrânia já fizeram diversos feridos em Kiev. Os protestos obrigaram Presidente Victor Ianukovitch a cancelar conferência de imprensa sobre Euro 2012.

Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)

Cerca de mil pessoas estão hoje nas ruas Kiev a protestar contra a adoção do russo como língua oficial na Ucrânia, havendo já registo de diversos feridos.

Os manifestantes juntaram-se nos arredores da Casa da Ucrânia, onde o Presidente iria realizar uma conferência de  imprensa sobre o Euro 2012, tentaram barrar a passagem de Victor Ianukovitch e começaram a lançar garrafas contra a polícia de choque, que respondeu com gás lacrimogéneo.

Mikhail Litvin, dirigente do Parlamento da Ucrânia, apresentou a demissão por terem aprovado a lei enquanto se encontrava numa reunião com o Presidente.

A votação do projeto de lei estava prevista para o outono, mas o Partido das Regiões, liderado por Victor Ianukovicth que detém o maior grupo parlamentar, decidiu inesperadamente antecipar a votação para terça-feira.

Entretanto, Ianukovitch convocou uma reunião com os líderes parlamentares para resolver a crise.

Votação da lei antecipada

Um manifestante citado pelo correspondente da agência russa Ria-Novosti no local declarou ter visto cinco pessoas feridas junto da Casa da Ucrânia, onde se concentraram várias ambulâncias.

O projeto de lei aprovado pelo Parlamento da Ucrânia prevê que a língua russa passe a ter o estatuto de língua regional nos territórios em que os russófonos constituem mais de dez por cento da população, ou seja, em 13 dos 27 distritos, incluindo o de Kiev, a capital.

O documento aprovado prevê também o reforço das posições das línguas minoritárias nacionais, como, por exemplo, as línguas tártara e húngara.

A lei confirma o estatuto do ucraniano enquanto única língua oficial do país, porém, a oposição defende que essa lei põe em causa o estatuto do ucraniano e abre o caminho à transformação da língua russa em segunda língua oficial.

O problema da língua na Ucrânia é, segundo os analistas, um dos mais complexos, porque pode provocar profundas fissuras na integridade do país.

No leste e no sul da Ucrânia, as comunidades russófonas são muito significativas e, em várias cidades,  maioritárias, enquanto na parte ocidental os ucranianos constituem uma forte maioria.

.
1 / 21

.

.
2 / 21

.

.
3 / 21

.

.
4 / 21

.

.
5 / 21

.

.
6 / 21

.

.
7 / 21

.

.
8 / 21

.

.
9 / 21

.

.
10 / 21

.

.
11 / 21

.

.
12 / 21

.

.
13 / 21

.

.
14 / 21

.

.
15 / 21

.

.
16 / 21

.

.
17 / 21

.

.
18 / 21

.

.
19 / 21

.

Deputados durante a votação do projeto de lei que aprovou o russo como língua oficial na Ucrânia
20 / 21

Deputados durante a votação do projeto de lei que aprovou o russo como língua oficial na Ucrânia

.
21 / 21

.