Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Interpol emite mandado de captura contra fundador da Sea Shepherd

  • 333

Ecologista Paul Watson, fundador da Sea Sheperd, fugiu da prisão domiciliária a que estava sujeito em Frankfurt.

A Interpol emitiu um mandado de captura contra Paul Watson, fundador da organização ecologista Sea Shepherd, procurado por alegadamente ter colocado uma tripulação em perigo na Costa Rica durante uma operação contra a caça de  tubarões.

Paul Watson, 61 anos, foi detido no aeroporto de Frankfurt a 13 de maio, na sequência de um primeiro mandado de captura emitido pela Costa Rica, onde é acusado de ter colocado em perigo a vida da tripulação de um pesqueiro costa-riquenho em 2002, durante uma operação contra a pesca de tubarões.

"Depois da confirmação por parte das autoridades alemãs de que Paul Watson não cumpriu com as condições da liberdade condicional e fugiu do país, a Costa Rica renova o pedido de Notificação Vermelha", um aviso divulgado pela Interpol nos 190 países membros para pedir a detenção e extradição de suspeitos, afirma uma nota no site da Organização Internacional de Polícia Criminal, que tem sede em Lyon.

A Interpol, que havia rejeitado o primeiro pedido de emissão de Notificação Vermelha contra Paul Watson, mudou de opinião "com base em informações adicionais proporcionadas pela Costa Rica" sobre as acusações contra o militante ecologista.

Detido a 13 de maio em Frankfurt (oeste da Alemanha), o fundador do grupo Sea Shepherd foi libertado depois de pagar uma fiança de 250.000 euros (307.700 dólares), e deveria comparecer diariamente aos controlos judiciais, mas desde o passado 22 de julho não se apresentou às autoridades.