Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Igreja deve acabar com "atitude de encobrimento" da pedofilia

O Grão Mestre do Oriente Lusitano (GOL), António Reis, defendeu hoje que a Igreja deve ser "extremamente dura" no combate à pedofilia.

A Igreja deve ser "extremamente dura" no combate à pedofilia, defendeu hoje o Grão Mestre do Oriente Lusitano (GOL), António Reis, destacando a necessidade de acabar com a "atitude de encobrimento" perante crimes praticados por membros responsáveis do clero.

António Reis comentava, assim, a vinda do Papa Bento XVI a Portugal por ocasião das comemorações do 13 de maio, momento que, segundo o GOL, deverá ser "uma ocasião para debater os problemas que o mundo atravessa e, particularmente, a crise ética com que a própria igreja se encontra confrontada".

Em declarações à Lusa, à margem do II Encontro Internacional de Lisboa - Grande Oriente Lusitano, António Reis defendeu a "necessidade de um sobressalto ético que deve atravessar todas as instituições da sociedade, incluindo as religiosas como a Igreja Católica".