Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Atualidade / Arquivo

Hollande reconhece responsabilidade francesa nos crimes nazis

  • 333

"Esses crimes foram cometidos em França, pela França", reconheceu François Hollande numa homenagem a judeus deportados para a Alemanha na Segunda Guerra Mundial.

O presidente francês, François Hollande, reconheceu hoje a responsabilidade da França na perseguição dos judeus na Segunda Guerra Mundial durante uma homenagem a 13152 judeus deportados para os campos de concentração na Alemanha nazi.

"Esses crimes foram cometidos em França, pela França", afirmou o chefe de Estado francês, citado pela agência Efe.

Hollande recordou a "lucidez" e a "valentia" do conservador Jacques Chirac que, em 1995, se tornou no primeiro presidente francês a reconhecer a responsabilidade da França nas deportações durante a Segunda Guerra Mundial.

"Foram assassinados pelo único motivo de serem judeus", afirmou hoje, em Paris, o chefe de Estado, acrescentando que a sua presença no ato de homenagem evidenciou "a vontade da França (...) de honrar os mortos sem sepultura".

Desta forma, Hollande demarcou-se da tese do seu mentor político e primeiro socialista a chegar ao palácio do Eliseu na V República, François Mitterrand, que não reconhecia a responsabilidade da França.

Durante a Segunda Guerra Mundial foram deportados da França 75500 judeus para os campos de extermínio nazis, dos quais sobreviveram 2500, afirmou o presidente francês.