Siga-nos

Perfil

Expresso

Atualidade / Arquivo

Harry vai ser retirado do Afeganistão

Depois de ter sido anunciado pelo site norte-americano Drudge Report que estava no Afeganistão, o príncipe Harry teve de ser retirado do seu destacamento.

O príncipe Harry vai ser retirado do Afeganistão, onde está a combater há dez semanas, depois da violação do embargo sobre o seu destacamento por um 'site' norte-americano, anunciou hoje o Ministério da Defesa britânico.

Harry, terceiro na ordem de sucessão ao trono de Inglaterra, é o primeiro membro da família real a ser enviado para a linha da frente num conflito desde que o tio, o príncipe André, combateu na Guerra das Malvinas/Falkland, em 1982.

A casa real tinha um acordo com os 'media' britânicos e internacionais prevendo um embargo da informação até que Harry terminasse a missão no Afeganistão, de quatro meses, com o objectivo de proteger a sua segurança e a dos seus camaradas.

Como contrapartida, vários jornalistas puderam deslocar-se ao Afeganistão e ver o príncipe em acção.

Todavia, o 'site' norte-americano Drudge Report divulgou a informação, obrigando o Ministério de Defesa britânico a confirmar a informação.